Mariana Silva: “A CDU vai voltar à Câmara de Guimarães”

A candidata garante que este é um desafio que vai “abraçar com determinação”, assumindo “um projeto de governação único e distintivo, que representa a aspiração a um concelho mais justo, mais solidário, mas amigo da natureza”.

“Estamos aqui para combater uma gestão incompetente, arrogante, cansada, sem ambição e eleitoralista, e as águas mornas de quem está à espera que o poder lhe caia no colo”, explica Mariana Silva.

É nesta linha que assume que “o que estará em debate é a gestão de décadas do PS na Câmara Municipal de Guimarães e a ausência de oposição por parte do PSD e CDS”.

A deputada destacou, ao longo da sua apresentação, os transportes públicos. “O direito à mobilidade não se pode resumir ao centro do concelho ou às freguesias mais centrais. É preciso alargar e tornar premente a oferta existente”. Mariana Silva pede transportes “mais acessíveis, mais pontuais, mais regulares e frequentes. É preciso que cheguem a todo o concelho, aproximando os munícipes e eliminando distâncias”.

Também a dificuldade no acesso à habitação foi um foco na sua intervenção. “Os preços praticados para aluguer ou compra não são preços condizentes com os salários e pensões. É urgente uma intervenção.”

“Hoje, a população de Guimarães continua a pagar a fatura de quem extinguiu as freguesias e de quem se recusa a repor as freguesias extintas”, afirma. “A existência de serviços públicos próximos da população é determinante para a sua qualidade de vida.”

Mariana Silva destaca, na candidatura da CDU, “o conhecimento da realidade social e económica e a vasta experiência de intervenção de todos os planos da vida, da política à associativa, à desportiva, à cultural”.

“É essencial a CDU voltar à Câmara Municipal de Guimarães, é por isso que a CDU vai voltar à Câmara Municipal de Guimarães. O que nos move e nos faz estar aqui é o compromisso com os vimaranenses”, acrescenta.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?