Mariupol: Um genocídio em marcha na Europa

Por Eliseu Sampaio,
Diretor do grupo Mais Guimarães

Há um genocídio em marcha na Europa, o que está a ser perpetrado pelas tropas russas em solo ucraniano, e em particular na cidade de Mariupol.

A guerra que a Rússia levou à Ucrânia faz já um mês, acrescentou ao nosso conhecimento um largo número de cidades. Pelos piores motivos, ficamos a conhecer melhor, entre outras, as cidades de Kiev, Lviv, Kharkiv, Odessa, Melitopol, Mykolaiv ou Mariupol, e admirar também aquele povo, pela sua resiliência e amor à pátria.

Mariupol é, provavelmente, a mais destruída das cidades ucranianas. Uma cidade no sítio errado se considerarmos as aspirações conhecidas de Vladimir Putin. Mariupol é a porta de mar para os territórios de Donetsk e Luhansk, que Putin decretou independentes e que apresentou, antes da invasão, como motivo para o avanço sobre a Ucrânia.

A estratégica cidade no sudeste está sob cerco dos russos. A cidade, que tinha cerca de 600 mil habitantes terá agora 160 mil segundo Vadym Boichenko, o autarca local, sendo que se tornou impossível viver ali porque não há água, nem eletricidade, nem aquecimento. É uma cidade onde está a faltar tudo, onde os habitantes vivem nos bunkers e com medo de subirem à superfície, bombardeada constantemente e sabendo que em qualquer esquina, ou numa fila para comprar a pouca comida que ali chega, poderão ser alvejados.

Em Mariupol, cerca de cinco mil pessoas foram sepultadas no último mês, mas, segundo os relatos de quem tem contacto com a cidade, não tem havido enterros nos últimos dias porque os bombardeamentos são contínuos. A estimativa é que terão já morrido 10 mil pessoas naquela cidade. A cidade está completamente destruída, num cenário apocalíptico.

É urgente a abertura de um corredor para a saída dos civis que desesperam por ajuda, uma saída para onde estes encontrem alguma paz e, sobretudo, consigam sobreviver.

O mundo assiste, incrédulo. É urgente combater esta desumanidade.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?