MENSAGEM DE DOMINGOS BRAGANÇA SOBRE AS GUALTERIANAS

Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal, escreveu uma mensagem à comunidade vimaranense acerca das Festas da Cidade e Gualterianas. Após alguma contestação por parte de munícipes e comerciantes, o autarca referiu que o local para o evento mais icónico de Guimarães deverá ser discutido com todos os vimaranenses, “Façamos então esse debate, em tempo oportuno, porque agora é tempo de celebrar”, referiu.

Leia a mensagem na íntegra

“Chegámos ao início de agosto, mês em que a cidade recebe inúmeros emigrantes que regressam para umas merecidas férias, com os turistas que nos visitam, de dentro e de fora do país, e com a dinâmica das Festas Gualterianas, que trazem ao centro da cidade muitos dos nossos concidadãos espalhados por todo o concelho. Sabemos que as Gualterianas são uma celebração muito antiga, com mais de 100 anos, e que se realizam em honra de S. Gualter, o patrono da cidade, e frade franciscano que fundou um convento em Guimarães, no início do século XIII, mas também sabemos que delas participa toda a população vimaranense, imbuída de um espírito que vai do religioso ao profano.

Nós, vimaranenses, somos conhecidos por bem recebermos quem nos visita e por termos um grande orgulho em tudo que fazemos. É pois, por esse motivo, que gostaria que, neste tempo de festa, todos nós celebrássemos as “nossas Festas Gualterianas”, juntamente com quem nos visita, projetando o nome do Concelho de Guimarães por todo o país e além fronteiras. Saibamos aproveitar os próximos dias das Festas Gualterianas, fazendo deles um verdadeiro tempo de confraternização e de emoções, atentos que deveremos estar em acolher, com o zelo que se nos reconhece, quem nos visita.

Nos últimos tempos, muito se tem falado das Festas Gualterianas. A sociedade vimaranense tem questionado se é este o modelo mais apropriado aos tempos de hoje, ou, pelo contrário, se o tempo de hoje não deve ser o tempo de outrora, no respeito pela tradição. Enquanto Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, estou atento aos anseios dos vimaranenses e certo de que, neste domínio em particular, só um debate alargado a todos os Vimaranenses, com especial incidência nas suas associações (por serem, por excelência, o local onde converge o pensamento de vários grupos da sociedade), permitirá encontrar o modelo futuro das nossas Festas Gualterianas, que possa ser mais consentâneo com o pulsar do espírito da nossa terra. Sabendo que nem tudo está mal, estou convicto que, a partir dessa reflexão conjunta, muito será melhorado. Façamos então esse debate, em tempo oportuno, porque agora é tempo de celebrar”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?