Moreirense com apoio desde Lisboa

Natural de Amora, do concelho do Seixal, mas a residir em Lisboa, Hugo Varanda estará na capital a sofrer pelo Moreirense. O jovem associado, que ganhou notoriedade quando os cónegos ganharam a Taça da Liga, com os festejos efusivos na bancada a serem filmados pelas câmaras de televisão, explicou ao Mais Guimarães como nasceu o “amor” ao clube da vila de Moreira de Cónegos. “Nunca gostei de futebol, mas o meu avô e a minha mães sempre tentaram levar-me para o Sporting. Nunca fiquei convencido. O amor ao Moreirense nem eu sei explicar bem. Nasceu quando garantiu a subida diante o Sp.Covilhã. Ouvi o relato na Antena 1 e depois as imagens pela televisão. Fiquei encantado com a maneira como as pessoas torciam e os jogadores respondiam. O estádio estava cheio, com buzinas a tocar, um ano depois de ter descido à segunda divisão. Ainda hoje, quando me lembro da festa, faz-me lembrar uma música do Hall of Fame, dos the Script”, explicou o sócio 1980.
Reiterando que o momento mais alto foi a “subida de divisão”, Hugo Varanda reconhece que a conquista da Taça da Liga jamais será esquecida. “É o momento mais alto do clube e de uma vila que foi falada em todo o mundo. É o momento de maior gratificação”, reconheceu. O jovem associado do Moreirense recordou ainda o momento que o tornou conhecido. “Não esperava. A explosão do meu festejo é o mesmo que faço em todos os jogos que posso assistir. No meu prédio, no Beato, toda a gente sabe que quando joga o Moreirense há barulho naquele apartamento, porque farto-me de gritar da mesma maneira como se estivesse no estádio”, lembrou. Hugo Varanda acredita que o Moreirense sairá vitorioso do D. Afonso Henriques com um resultado de 2-0.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?