MOREIRENSE ESTÁ NA FINAL DA TAÇA DA LIGA APÓS DERROTAR BENFICA

O Moreirense fez mesmo o país “abrir a boca de espanto”, como desejara o técnico Augusto Inácio, ao bater o Benfica por 3-1, na segunda meia-final da Taça da Liga, após ter partido para o intervalo a perder por 1-0. Com a primeira vitória de sempre sobre as “águias”, o Moreirense é a primeira equipa vimaranense a atingir a final da competição, tendo encontro marcado com o Sporting de Braga, pelas 20h45 de domingo.

A formação de Moreira de Cónegos vai lutar pela vitória na Taça da Liga, num duelo minhoto com o Sporting de Braga, graças a um arranque de grande nível na segunda parte, que lhe permitiu empatar logo no primeiro minuto (46), por Dramé, e concretizar, depois, a reviravolta com dois golos de Boateng, aos minutos 54 e 72.

Mesmo recusando entregar o jogo de antemão ao Benfica, favorito claro à partida para a meia-final, o Moreirense entrou com algumas alterações no “onze” que jogou de início com o Paços de Ferreira, na última jornada da Primeira Liga, surgindo em campo com uma defesa remodelada – Tiago Almeida, Diego Ivo e Jander -, Tiago Morgado no meio-campo e Ramírez a substituir Roberto na frente de ataque.

Os “encarnados” encostaram os cónegos à sua área na fase inicial e adiantaram-se cedo no marcador, com Salvio a concluir com um desvio certeiro um cruzamento da esquerda de Eliseu aos seis minutos, procurando depois gerir a vantagem na primeira parte, embora com poucos lances de perigo.

O Moreirense subiu aos poucos no terreno, mas, só após o regresso dos balneários, com as entradas de Fernando Alexandre e de Dramé para os lugares de Tiago Morgado e de Ramírez, conseguiu mesmo impor-se ao adversário, com o extremo recém-entrado Dramé a ultrapassar Ederson e a atirar lentamente para o fundo das redes.

O Benfica demorou a levantar-se, e os cónegos mantiveram a pressão sobre o adversário, operando a reviravolta aos 54 minutos, num lance em que após defesa de Ederson para a frente, Boateng atirou para o fundo das redes na sobra.

Os vimaranenses ainda conseguiram dilatar o resultado, com o ganês a bisar isolado, após desmarcação de Podence.

A equipa de Rui Vitória apenas empurrou o Moreirense para a retaguarda no último quarto de hora, mas as tentativas de Jonas para reduzir, aos minutos 82 e 86, esbarraram na trave e no poste.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?