MOREIRENSE ESTREIA-SE A VENCER NA LIGA FRENTE AO GIL VICENTE

A equipa de Moreira de Cónegos somou os primeiros pontos no campeonato, após uma vitória por 3-0 sobre o Gil Vicente, construída desde os minutos iniciais da primeira parte.

No regresso dos jogos oficiais ao Comendador Joaquim de Almeida Freitas, o Moreirense encontrou um adversário que, nos minutos iniciais, parecia querer manter o embalo do triunfo sobre o FC Porto (2-1) – Mateus Pasinato impediu a emenda decisiva de Sandro Lima, após incursão de Lourency pela direita, aos cinco minutos.

Os pupilos de Vítor Campelos, no entanto, silenciaram rapidamente esse ímpeto com o golo inaugural, da autoria de Fábio Abreu, ao minuto oito: Pedro Nuno cobrou um livre na ala esquerda para o segundo poste, zona onde o avançado ex-Penafiel ganhou a posição a Sandro Lima para cabecear como quis para o fundo das redes à guarda de Denis.

Mais confortável em vantagem, a turma vimaranense ganhou o controlo do meio-campo e, mais do que isso, começou a expor a fragilidade dos laterais gilistas, sobretudo o esquerdo, Arthur Henrique. Depois das ameaças de Fábio Abreu e de Pedro Nuno, o segundo golo apareceu mesmo: Bilel apareceu isolado nas costas de Arthur Henrique, após passe de Fábio Pacheco, atirando rasteiro, cruzado e certeiro na cara do guardião barcelense.

Perante um Gil Vicente desequilibrado na defesa e incapaz de construir a partir de trás, o Moreirense continuou a fazer estragos; o terceiro golo esteve perto numa situação em que Filipe Soares e Pedro Nuno poderiam ter finalizado.

A turma de Barcelos esboçou uma reação nos 10 minutos finais da primeira parte, às costas de Kraev e de Lourency, extremo que falhou a baliza cónega por centímetros, nos segundos finais do primeiro tempo. Desagradado com a sua prestação, Vítor Oliveira tirou os dois laterais após o intervalo e passou a jogar em 3x5x2, graças à entrada de Naidji, ponta de lança argelino.

A qualidade de jogo piorou na segunda parte, com muitas bolas trocadas pelo ar e muitos passes falhados de parte a parte. O Gil ganhou ascendente e ameaçou reduzir a desvantagem num cabeceamento de Sandro Lima ao lado, ao minuto 57.

A primeira substituição de Vítor Campelos teve, porém, um efeito imediato na partida. Luther Singh substituiu Filipe Soares aos 69 minutos para marcar o golo da tarde três minutos volvidos: o ala sul-africano ganhou um ressalto no meio-campo gilista, enquadrou-se com a baliza adversária e desferiu uma bomba que esbarrou ainda na trave antes de tocar as redes.

Com o jogo decidido, o Gil tentou ainda o golo de honra, algo que esteve muito perto de acontecer num remate de Sandro Lima travado por Mateus Pasinato, aos 74 minutos, e num livre de Lourency à trave, aos 77.

Após a vitória num jogo assistido por 1.792 espetadores, o Moreirense ascendeu provisoriamente ao quarto lugar do campeonato, com os mesmos três pontos do Gil. A equipa cónega abre a próxima jornada da Liga, às 19:00 de sexta-feira, em Setúbal, perante o Vitória.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?