MOTORISTA QUE TRANSPORTAVA ADEPTOS DO PAÇOS DE FERREIRA AGREDIDO PELA GNR

Imagem retirada dos vídeos partilhados nas redes sociais do momento da agressão

O motorista de um dos autocarros que transportou os adeptos do Futebol Clube Paços de Ferreira para o jogo frente ao Desportivo das Aves, em Vila das Aves, alega ter sido agredido pelos militares do Destacamento de Intervenção da GNR antes da sua detenção. O caso deu-se no final da tarde de domingo, após a partida. De acordo com o Jornal de Notícias, o homem passou, na segunda-feira, pelo tribunal de Santo Tirso, “onde também apresentou queixa” contra os guardas daquela força policial.

O homem, natural e residente em Guimarães, tem um braço engessado e “está indiciado pelo crime de resistência e coação sobre funcionário”. Já a GNR abriu um processo interno, de modo a averiguar as circunstâncias em que se deu a ocorrência.

De acordo com vários meios de comunicação social, o incidente aconteceu quanto os adeptos do Paços de Ferreira estavam a abandonar o estádio do Desportivo das Aves. Segundo o Jornal de Notícias, “os adeptos dos dois clubes envolveram-se em provocações, que levaram a que fossem arremessadas garrafas do interior do autocarro em direção aos simpatizantes do Aves”. “Nesta altura, os militares ordenaram a paragem da viatura e que o motorista abrisse a porta”, acrescenta o mesmo jornal. O motorista não terá aberto de imediato a porta e foi retirado do autocarro e detido. Nos vídeos difundidos nas redes sociais, o motorista foi abordado pelos agentes da autoridade e depois agredido.

O presidente do clube pacense já se manifestou, tendo dito ao Jornal de Notícias que é “lamentável tudo aquilo que é possível ver nos vídeos, porque nada justifica a brutalidade contra o motorista”.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?