Muralha vai ter obras de estabilização

As peças que dão à muralha o seu contorno característico – ameias e merlões- vão ter obras de estabilização. A obra vai custar um pouco menos de 40 mil euros e tem um prazo de execução de três meses.

Foto: Rui Dias

A obra contempla o levantamento e assentamento dos merlões (os blocos de pedra pontiagudos) , reparações pontuais em paramentos de pedra e ainda os trabalhos de acompanhamento arqueológico, que serão reunidos num relatório final.

O troço da muralha medieval que ainda resta pode ser visitado, desde 30 de junho de 2019, quando foi inaugurado o adarve.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?