“O 24 DE JUNHO NÃO COMEMORA APENAS GUIMARÃES”

“O 24 de Junho não comemora apenas Guimarães. Comemora um país!”. Esta foi a principal ideia partilhada por Domingos Bragança no seu discurso, na Sessão Solene do 24 de junho, depois da entrega das medalhas a Francisca Abreu, Alexandra Gestas, Isabel Fernandes e Carlos Poças Falcão.

Num dia marcado pela condecoração de personalidades vimaranenses, o Paço dos Duques recebeu uma cerimónia onde a cultura, o património e as artes estiveram em destaque. “Guimarães tem uma identidade única e singular, de que são exemplo as ilustres personalidades vimaranenses, de nascimento ou de coração, hoje condecoradas, com provas dadas de dedicação ao serviço da cultura, do património e das artes”, afirmou Domingos Bragança, que acrescentou que foi a “predisposição da cidade” que permitiu que os quatro explorassem “caminhos de convicção e persistência”.

Considerado unanimemente o Dia Um de Portugal, o 24 de junho como identidade nacional foi destacado pelo Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes. “Este dia convoca-nos na nossa qualidade de portugueses. É uma oportunidade de olharmos para o passado e projetarmos o futuro. Aquela primeira tarde portuguesa constituiu o início de uma das mais extraordinárias aventuras vividas por qualquer nação europeia”, referiu.

“Esta cultura de liderança conferiu a este município uma projeção que só pode inspirar o país e todos os outros municípios. Esta é uma terra de resiliência e paixão”, destacou ainda José Mendes acerca de Guimarães e dos vimaranenses.

Sobre os homenageados deste ano, o Secretário de Estado concluiu que “são parte da história de Guimarães e, assim sendo, parte da história de Portugal”.

As questões da sustentabilidade e da descentralização de competências foram também abordadas nos discursos. Domingos Bragança esclareceu que pretende uma “cidade de futuro”, que encare o “caminho da sustentabilidade como um ideal sistemático”, ideia partilhada por José Mendes, que referiu o município como um exemplo. Também José Mendes assumiu estar ao lado do governo na ideia da descentralização, afirmando considerar que um país forte se faz de municípios fortes.

A cerimónia ficou ainda marcada pela entrega da Medalha de Compiègne a Domingos Bragança, cidade geminada com Guimarães.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?