O GUINNESS POR 130 001 MATRÍCULAS DECORADAS

São 5987 só no concelho de Guimarães. No total, de norte a sul do país e incluindo até o estrangeiro, são já 130 001 matrículas decoradas. E é precisamente com este número que Filipe Silva vai renovar o seu recorde no Livro do Guinness. Um recorde que começou nas cerca de 7.000.

Falar com Filipe Silva pode ser um exercício de grau de dificuldade elevado. Ou melhor, acompanhá-lo ao longo do seu discurso. De forma fluída e natural, debita matrículas e outras caraterísticas de carros de uma forma impensável à partida. E imaginar que tudo aquilo bate certo e corresponde à verdade, torna ainda mais surpreendente o momento. Chegou ao Guinness com cerca de 7.000 matrículas decoradas e, para além das matrículas, todos os dados associados às respetivas viaturas: marca, modelo, cor, número de portas, ano de fabrico. Renovou o número várias vezes, com o passar dos anos, e vai agora voltar a subir a fasquia, pela quinta vez. Antes da nossa conversa, era 130.000 o novo número. Mas à nossa chegada, subiu de imediato para 130.001.

Identifica os colegas e familiares não pelos nomes, mas pelos seus carros. Olhar para a lista de contatos no telemóvel de Filipe é olhar para uma sequência de matrículas sem fim, às quais só ele sabe associar um rosto. Apesar de se lhe reconhecer uma capacidade acima da média, nunca houve qualquer tipo de estudo que tentasse aprofundar melhor a questão, mas é uma hipótese em cima da mesa. “Vou estar sujeito a um estudo porque isto não é um caso normal. Agora que mexam cá dentro (no cérebro), isso não!”, afirma.

Recuamos até ao ano de 2004 para revisitarmos o momento em que, pela primeira vez, alguém ficou boquiaberto com esta capacidade pouco comum. Num bar e perante a falta de resposta do proprietário de uma viatura que precisava ser retirada, Filipe Silva dirigiu-se à pessoa em causa e deixou todos estupefatos ao perceberem que sabia de cor os carros de quase todos os presentes. “O DJ baixou a música e pediu que o carro com uma determinada matrícula fosse retirado. À terceira vez, fui eu chamar o proprietário, quando ninguém sabia que eu sabia as matrículas dos carros. Dirigi-me ao senhor, questionei-o se não era ele o proprietário da viatura em causa e surgiu aí o espanto de perceberem que eu sabia que aquele carro era daquela pessoa. Conheço o seu e o das 787 pessoas que param cá assiduamente, respondi. Quando fui a fazer a conta já ia em 7254 matrículas decoradas”, recorda Filipe Silva.

Mas desengane-se quem pensa que tudo gira só à volta dos carros. Para além de todos esses dados, existem outros “pormenores” com igual capacidade de surpreender. “Os meus professores notaram a minha capacidade de decorar a tabuada. Decorei-a toda em 57 segundos e meio. Também fiz o exame de código em 1 minuto e 29 segundos, com zero respostas erradas e tenho 257.000 referências de peças de automóveis na cabeça”, remata Filipe Silva.

1 Comentário
  1. Herculano Rodrigues 6 meses atrás

    Parabéns, Filipe.

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?