Odete Lemos vincou importância do Orçamento Participativo na inauguração do Batoca Park

A presidente da Junta de Freguesia de Candoso S. Martinho enfatizou a importância de mecanismos como o Orçamento Participativo que permitem a participação da comunidade no futuro do município. Odete Lemos quer ver construída uma parte do projeto que já foi projetada, mas ainda não foi concretizada: uma ponte de madeira para “unir” a freguesia.

© Hugo Marcelo/Mais Guimarães

Antes de dar a palavra a Domingos Bragança, presidente da Câmara Municipal de Guimarães, foi Odete Lemos, presidente da Junta de Freguesia de Candoso S. Martinho, que tomou a palavra. A governante enfatizou a importância da participação dos cidadãos no orçamento do município e debruçou-se precisamente sobre a importância Orçamento Participativo, um mecanismo governamental de democracia participativa que permite aos cidadãos influenciar uma percentagem do orçamento público.

Para Odete Lemos, este é um mecanismo de extrema importância “porque é um instrumento democrático no qual os cidadãos têm oportunidade de propor projetos de interesse para o concelho”, sendo o Batoca Park um dos exemplos desses frutos. A ideia de construir um parque por baixo do viaduto da autoestrada foi proposta pelo jovem Adelino Névoa na edição de 2016 do Orçamento Participativo. O envolvimento da população, que elegeu esta ideia para sair do papel para o mundo real, foi determinante para a sua concretização e Odete Lemos não se esqueceu de lhes dirigir um agradecimento. A presidente da Junta de Freguesia vincou que “é importante ouvir sempre os cidadãos” e que sem todos aqueles que votaram “este projeto não teria sido possível”.

Na zona do parque dedicada aos mais pequeninos, a presidente da Junta de Freguesia afirmou a importância de “tornar este local um local agradável para todos, um local onde, para além do desporto, pudesse haver e pudessem acontecer momentos de cultura, momentos de convívio”. É um parque “de extrema importância para a freguesia”, assumiu Odete Lemos, até porque vai permitir que agora todos estejam “mais unidos”. A responsável de Candoso S. Martinho admitiu que, no futuro próximo, será construída “uma ponte em madeira que vai passar para o lado de lá e unir a nossa freguesia”.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?