PAN Guimarães: Rui Rocha é candidato à Câmara Municipal

Rui Rocha apresentou esta quarta-feira a sua candidatura à Câmara Municipal pelo PAN. Isabel Rodrigues será candidata à Assembleia Municipal.

© Mais Guimarães

O partido afirma-se com “ideias progressistas e ambientalistas, em defesa da dignidade do ser humano e da sustentabilidade do crescimento e do desenvolvimento”. O candidato à Câmara afirmou que esta candidatura tem por base “o ambiente e o bem-estar animal, o urbanismo e a mobilidade, mas sem esquecer o combate às alterações climáticas, o ordenamento do território, a educação, a inclusão e a corrupção”.

Falando numa possível candidatura Capital Europeia Verde, Rui Rocha afirmou que “as tão anunciadas ecovias junto aos rios Ave e Selho, não garantem rios limpos e ricos em biodiversidade”, querendo, por isso, “conseguir, até a nível supramunicipal, com o envolvimento das comunidades e das associações, proteger os rios e restaurá-los para que possam, de novo, serem fonte de vida e prazer para todos”.

Mais hortas comunitárias são, também, uma promessa, do partido, “com fins educativos, de bem-estar e de inclusão”. A par disto, as questões da mobilidade também estão presentes nesta candidatura. “É preciso dizer que uma ciclovia não muda o paradigma da mobilidade no concelho”, disse o candidato, acusando o atual executivo. “Gaba-se de ter construído uma ciclovia linear, que atravessa o concelho, utilizando parcialmente uma linha de caminho de ferro desativada. Mas é mais eficaz criar vias cicláveis ou pistas nas principais estradas do concelho, ligando as vilas entre si e estas à cidade”.

Entre os problemas atuais do concelho enumerados pelo partido estão, também, os problemas rodoviários e a “largura exígua de passeios”. Rui Rocha afirmou que “faltam passeios por todo o lado, as passadeiras estão mal localizadas, até mesmo junto às escolas”.

O candidato à Câmara Municipal falou ainda nas “urbanizações gigantescas” que “estão a nascer para atrair população”. Contudo, questionou que população é essa, uma vez que “está a desaparecer por todo o lado”.

Isabel Rodrigues, candidata à Assembleia Municipal, afirmou, na sua intervenção, que “o PAN defende uma sociedade onde todos os seres sencientes, humanos e não-humanos, possam viver em harmonia, com bem-estar e felicidade”.

© Mais Guimarães

Para Isabel Rodrigues “a formatação das pessoas tem de acabar” e “os jardins de infância têm de ser inclusivos”.

Falando no bem estar animal, a candidata à Assembleia Municipal disse que “não se trata apenas de resolver questões sanitárias”, mas sim “resgatar, tratar, socializar, integrar, proteger e acompanhar um animal que se pode encontrar numa situação traumática”.

O PAN propõe, por isso, “a criação de pelouro que garanta o bem-estar animal efetivo, nos seus vários âmbitos: resgate, saúde, proteção e acompanhamento”, bem como a “criação de protocolos com entidades públicas e privadas, que possam dar respostas às impossibilidades de intervenção do CROA”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?