Parlamento aprovou voto de pesar pela morte de Neno

O parlamento aprovou hoje, por unanimidade, um voto de pesar pela morte do antigo guarda-redes Neno, que morreu em 10 de junho aos 59 anos.

Foto: DR

O texto, apresentado pelo PS, PSD e PEV, recorda Neno como “uma figura nacional no desporto, na intervenção artística e nas causas sociais”.

“A sua dimensão humana fez de Neno um cidadão de corpo inteiro, que colocava a sua notoriedade, influência e talento ao serviço da sua comunidade. Foi uma figura que todos e todas estimavam, admiravam, acarinhavam”, destacam os deputados.

O voto refere que a morte de Neno tocou toda a sociedade portuguesa, “mas marcadamente o concelho de Guimarães”, com milhares de pessoas a acompanharem as suas cerimónias fúnebres.

“Neno vai fazer muita falta. À sua família, à sua filha, ao seu clube, aos vitorinos, mas à sociedade, vimaranense e nacional, em geral”, referem.

Natural da Cidade da Praia, em Cabo Verde, Adelino Barros, conhecido como ​​​​​​​Neno no futebol, formou-se no Barreirense e representou Vitória de Guimarães, Benfica e Vitória de Setúbal, tendo contabilizado nove internacionalizações com a camisola da seleção das quinas.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?