Paróquia de Nespereira suspende catequese após denúncia de castigos a crianças

Em face de uma polémica de que a Paróquia de Santa Eulália de Nespereira foi alvo e da notícia de que crianças de seis anos de idade tinha sido colocadas com as mãos debaixo dos joelhos na catequese, a paróquia anuncia ter suspendido temporariamente as atividades da Catequese Paroquial.

© Eliseu Sampaio / Mais Guimarães

Durante esse período de suspensão, anuncia a paróquia, a situação será avaliada e a instituição, pode ler-se no comunicado, trabalhará para encontrar soluções adequadas, reforçando o “compromisso com a segurança e o respeito à comunidade”.

A Paróquia de Santa Eulália de Nespereira, Guimarães, pede “desculpa por qualquer transtorno causado por esta decisão e agradece a compreensão”.

Entretanto, e relativamente ao mesmo assunto (leia a nótícia aqui), Fernando Araújo, catequista visado na notícia, em nota enviada ao Mais Guimarães, esclarece que a sua intenção ao pedir às crianças que realizassem o exercício “não era de todo castigar ou magoar alguém, e por isso peço desculpa a todas as crianças e pais”.

Fernando Araújo adianta já ter apresentado esse pedido de desculpas pessoalmente a alguns dos pais das crianças, “lamentando o que aconteceu”.

 

 

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES