PSD ANALISA O PLANO DE MOBILIDADE URBANA SUSTENTÁVEL E ENVIA CARTA AO PRESIDENTE DA CÂMARA

 

O PSD Guimarães realizou uma conferência de imprensa esta sexta-feira de manhã, 21 de dezembro, para mostrar a sua posição quanto ao Plano de Mobilidade Urbana Sustentável, que foi apresentado e discutido publicamente no passado dia 07, com a segunda sessão agendada para o próximo dia 27 deste mês. Posteriormente à análise deste plano, será enviada uma carta dos sociais democratas ao presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança.

Bruno Fernandes, atual líder do partido, começou por sublinhar que este “é um documento interessante”. “Bem elaborado e que aponta caminhos fundamentais para uma cidade de futuro que devemos ambicionar. É também um documento determinante para melhorar o plano mãe do ordenamento do território que é o PDM. Quanto a isto, nota positiva”, afirmou. Contudo, questionou se este plano já não deveria ter sido elaborado há mais tempo. “Não fica a sensação que está a Câmara Municipal a elaborar um plano de mobilidade na sequência de uma crítica generalizada dos partidos da oposição e da sociedade, à falta de uma estratégia a este nível, essencialmente à falta de uma política de cidade clara e objetiva?”, perguntou, reafirmando (como na passada reunião camarária), que “Guimarães tem sido governada com práticas do passado, ignorando completamente as metodologias progressistas no pensamento e na definição do desenvolvimento dos territórios, nas suas múltiplas dimensões de governação”.

O PSD Guimarães criticou bastante este plano pela sua área de intervenção, que “ignora as vilas e as demais áreas de reabilitação urbana”. “É pois um plano incompleto e descontextualizado a este nível. Trabalhar a mobilidade, seja das pessoas, dos meios de transporte e das acessibilidades, ignorando que apenas 1/3 dos Vimaranenses residem na cidade é, no nosso entendimento, um trabalho parcial que urge completar”, apontou Bruno Fernandes.

O vereador do PSD abordou ainda a questão dos transporte públicos, “um dos principais problemas de Guimarães e que tem prejudicado gravemente a coesão do território”, em que “nada é referido relativamente ao modelo a seguir”. “A solução que defendemos e propomos é a de termos transportes públicos modernos, amigos do ambiente, com forte apoio orçamental”, referiu.

Na conferência de imprensa, os sociais democratas também abordaram a questão das ciclovias, em que “o traçado já construído aproxima-se mais a uma pista de cicloturismo do que a uma ciclovia nos seus objetivos de mobilidade sustentável”, um “erro” que, na visão do PSD, “urge corrigir”.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?