QUAL A CHAVE PARA O SUCESSO? “RIGOR E DISCIPLINA”

A Escola Básica 2,3 de Pevidém obteve no ranking de 2018 os melhores resultados alguma vez conseguidos. A nível concelhio, foi considerada a melhor escola pública. Já a nível nacional, foi classificada como a segunda melhor, entre todas as escolas públicas que partilham aquele contexto sócio-económico, o o menos favorável. O Mais Guimarães esteve à conversa com o Diretor, João Pedro, sobre o sucesso alcançado e sobre uma requalificação, necessária há mais de uma década.

Na classificação geral (a nível nacional), classificou-se em 86.º lugar, o melhor resultado alguma vez conquistado. A contrastar com esta posição no ranking, a EB 2,3 de Pevidém tem um dos piores contextos sócio-económicos e espera uma requalificação que já é necessária há mais de uma década. Mas como consegue uma escola alcançar estes resultados nos exames nacionais (que não diferem muito das notas internas), não tendo as melhores condições? A chave para o sucesso parece estar bem delineada: “é necessário rigor e disciplina”.

Resultados conquistados

João Pedro, atual Diretor do Agrupamento de Escolas de Pevidém, está no cargo há dois anos, mas começou a dar aulas no conhecido “Barreiro” há 16 anos. “É ótimo ser Diretor do Agrupamento. Aprendi muito nesta escola”, referiu, acrescentando que quando a escola estava a precisar de um novo diretor, achou que era altura de assumir o posto.

Relativamente ao sucesso deste ano, o Diretor começou por apontar que era algo já esperado, quando saíram os resultados das provas nacionais no ano passado. Ainda assim, não pôde deixar de referir que as notas internas foram também as melhores alguma vez registadas. “No ano passado, tivemos os melhores resultados internos desde que há registo. Mesmo a nível das provas de aferição do 2.º, do 5.º e do 8.º ano, estamos muito bem posicionados. Se a nível interno alguém tivesse a tentação de dizer que há algum facilitismo, não acontece porque as notas externas comprovam isso mesmo”, disse.

Mas como se explicam estes resultados? “Explicamos estes resultados pelos próprios alunos. Nós disponibilizamos duas semanas de apoio antes, ou seja, pré-exame, e as turmas vinham todas. Não era obrigatório e vinham todos. Temos também apoios para todos, sobretudo Português e Matemática, também Inglês, e temos uma grande afluência, muito para além dos alunos que têm dificuldades. Aliás, o sucesso não é só a positiva. Se for um aluno que é capaz de ter cinco e tem três, estamos a falar de insucesso. O objetivo é também melhorar essa qualidade”, explicou.

Ainda assim, há que ter “rigor e disciplina”. “Neste momento, temos casos pontuais, mas nada de extraordinário. É muito importante que haja esse rigor, e o rigor é para todos. Não é só para alunos. É para os professores, para os assistentes operacionais e técnicos, para toda a gente. Todos temos uma missão, e o objetivo são os alunos. Portanto, tudo terá que gravitar à volta dos alunos e o trabalho ser todo para eles. A disciplina vem no sentido de que, quanto mais disciplina tivermos, mais fácil é o trabalho de um professor dentro de uma sala de aula, melhor será a aprendizagem, mais fácil será alcançarmos bons resultados”, esclareceu João Pedro.

Requalificação

A EB 2,3 de Pevidém espera uma intervenção há muito. Quem já lá andou há mais de uma década, verifica que muito pouco mudou. A requalificação não deverá ser apenas a nível de infraestrutuas, mas também a nível de material. “O nosso orçamento é muito reduzido. Como costumamos dizer, é ‘exprimidinho’ mesmo. Não há verbas para a informática. O parque informático que temos é o mesmo de há doze anos. Aliás, esse é um dos nossos problemas. Temos a ambição de aderir aos sumários eletrónicos e neste momento não temos condições. Temos também um software que dá para marcar faltas, classificações. Mas como costumo dizer, é um software low cost. Há um pacote melhor, mas neste momento não temos condições financeiras. De qualquer das maneiras, o grande objetivo é, com a requalificação que está prometida para 2020, termos essa rede”, referiu o Diretor do Agrupamento.

Leia o artigo na íntegra na edição desta semana do Mais Guimarães.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?