Rede de Apoio Psicológico já realizou 110 atendimentos

A Rede de Apoio Psicológico do Município de Guimarães já realizou 110 atendimentos, segundo a autarquia. O serviço surge da observação da necessidade de disponibilizar apoio à população, no âmbito da pandemia da COVID-19, através da Rede de Emergência criada pelo Município de Guimarães.

Os 110 atendimentos foram resultado de dezenas de telefonemas efetuados com munícipes após referenciação. “Vamos conseguindo alterar as situações, efetuar aconselhamento e/ou encaminhamento e colmatar algumas questões do isolamento social”, refere uma das psicólogas deste projeto, em comunicado da autarquia.

A Rede dispõe de 18 psicólogos, cinco técnicos municipais, aos quais se juntaram 12 psicólogos provenientes dos agrupamentos de escolas e uma voluntária de uma instituição privada, todos em regime de voluntariado.

De acordo com a nota informativa, sintomatologia de humor deprimido e de ansiedade, sensação de isolamento e desespero, dificuldades na gestão de rotinas novas e da acumulação da tarefa de cuidador com as já habituais (quer seja de menores ou de idosos), dificuldades na gestão de processos de luto e de doença própria estão na base das problemáticas detetadas e que estão a ser devidamente acompanhados através de sugestões e estratégias devidamente elencadas.

As consultas ocorrem em modalidade de atendimento telefónico que é articulado com os técnicos da rede e cuja regularidade de contacto vai sendo definida pelos psicólogos de acordo com as situações em questão. Quando se observa a necessidade de um apoio mais intensivo é encaminhado para os serviços de psicologia das entidades parceiras.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?