Restaurantes e hotéis de Guimarães revoltados com o Plano de Apoio da Câmara

A Associação Vimaranense de Hotelaria (AVH) afirma que recebeu com perplexidade o Plano de Apoio à Economia lançado pelo município no dia 17 de Junho de 2021. A AVH diz que há revolta entre os seus associados.


“A AVH não entende o motivo nem a razão para os restaurantes, hotéis e alojamentos não estarem inseridos no Plano de Apoio à Economia”, lê-se num comunicado emitido na tarde de sexta-feira, dia 18.

A Associação lembra que, no dia 6 de novembro de 2020 enviou ao município um plano com medidas de apoio à economia e que essa proposta foi reiterada no dia 22 de Janeiro do corrente ano. Diz a AVH que “muito antes de sair o documento de apoio à economia de Famalicão ( documento esse que serviu de base para o Plano de Apoio à Economia em Guimarães) já a AVH tinha apresentado tais propostas ao município, muitas delas mais ambiciosas do que as que são conhecidas neste momento”. 

A AVH não entende a razão do setor ter sido excluído do Plano de Apoio à Economia lançado pela Câmara Municipal de Guimarães. A AVH acusa a Câmara de não lhe ter facultado o regulamento, quando o documento estava em fase de discussão e que por isso não teve oportunidade de fazer uma consulta prévia.



©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?