RIO SELHO: OPOSIÇÃO DIZ QUE AUTARQUIA DEVIA PROCESSAR ÁGUAS DO NORTE

Depois da última descarga poluente, a oposição incitou a CM a seguir o exemplo de Vizela e mover ação judicial contra a empresa. “Seria dar espetáculo e não resolver nada”, disse Domingos Bragança.

@DR

Pela voz do vereador Bruno Fernandes, a coligação Juntos Por Guimarães incitou a Câmara Municipal (CM) a colocar a empresa Águas do Norte em tribunal devido às descargas poluentes no Rio Selho. Numa reunião de Câmara descentralizada, realizada no Salão Paroquial de Atães, o vereador desafiou a CM a seguir o exemplo da autarquia de Vizela, que avançou com uma queixa-crime contra as Águas do Norte.

No entender de Bruno Fernandes, o município deveria tomar uma “atitude mais contundente”. Lembrando que o estado do Rio Ave é um dos pontos mais frágeis da candidatura a Capital Verde Europeia. “Trata-se de uma entidade que esta a prejudicar o meio ambiente em Guimarães. Por isso, pede-se uma posição da CM de forma a evitar que as Águas do Norte poluam um rio que é de todos”, apontou o vimaranense. O vereador acrescentou que caso se verifique que se trata de um emissário que está a poluir o rio deve-se “pedir às Águas do Norte para retirar o emissário. “Caso contrário, sempre que chover há derrames no rio”, acrescenta.

Na resposta, Domingos Bragança aludiu à criação das Brigadas Verdes e do trabalho de sensibilização desenvolvido pelo concelho em projetos como “O Ave para todos”.

“O mais fácil é mandar estes casos para o Ministério Público e tribunal, como foi feito em Vizela. O difícil é trabalhar com as entidades, organizar e criar uma equipa de trabalho técnico”, ripostou o presidente da CM, aludindo ao trabalho desenvolvido com a Vimágua, a Agência Portuguesa do Ambiente e as Águas do Norte. “A equipa da Águas do Norte designou três engenheiros específicos para a bacia hidrográfica de Guimarães”, acrescentou

O edil lembrou a criação das Brigadas Verdes, num trabalho de sensibilização da população para as questões do meio ambiente.  “São os nossos vigilantes que cuidam do território”, disse.  “Mais fácil é bater com a mão e dar espetáculo e não resolver nada.”

A Águas do Norte diz tratar-se de um ‘descarregamento acionado em ‘situações de afluência de caudais excessivos’.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?