SANTA EUFÉMIA DE PRAZINS TEM NOVO CENTRO PASTORAL “ABERTO À COMUNIDADE”

O novo espaço foi inaugurado esta tarde e servirá também de homenagem a Cardeal D. Manuel Monteiro de Castro, natural de Santa Eufémia de Prazins.

©  Mafalda Oliveira/Mais Guimarães

Santa Eufémia de Prazins possui, a partir deste sábado, um novo Centro Pastoral. O espaço foi inaugurado esta tarde, numa cerimónia que contou com a presença do presidente da câmara municipal de Guimarães, Domingos Bragança, do Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, e do Cardeal D. Manuel Monteiro de Castro, que dá nome ao edifício.

Na cerimónia de inauguração, o pároco Manuel Faria explicou que se trata de um espaço que surge para “alegria de toda a diocese” e que servirá para a realização de diversas atividades paroquiais. “Confrontados com a falta de instalações e vendo que a nossa juventude precisa de um lugar com proximidade da Igreja, nasceu este centro paroquial”, explicou.

A obra, cujo orçamento foi de 250 mil euros, está ainda em fase de acabamento. Apesar disso, surgiu a oportunidade de inaugurar o centro com a presença do cardeal Manuel Monteiro de Castro, natural de Santa Eufémia de Prazins, “um dos grandes impulsionadores do projeto”, segundo o Padre Manuel Faria. “Chama-se Dom Manuel Monteiro de Castro para que as pessoas que entrem e fiquem logo convidados a porem mãos à obra ao serviço da igreja”, afirmou.

Depois da inauguração, “vem a parte difícil”, segundo o pároco, que é de fazer crescer o centro. Nesse sentido, a autarquia irá realizar um protocolo com a paróquia, no sentido de abrir o Centro Pastoral à comunidade, atribuindo-lhe, em janeiro, um financiamento de 25 mil euros. “A inauguração do Centro Pastoral precede um protocolo com a Câmara, para que este centro também se abra a toda a comunidade, às associações, a atividades sociais e de formação. A ideia é que Santa Eufémia de Prazins possa aumentar as suas capacidades e a robustez dos seus cidadãos”, afirmou o autarca Domingos Bragança.

©  Mafalda Oliveira/ Mais Guimarães

O novo espaço, localizado junto ao Cemitério Prazins Santa Eufémia, à Escola Básica Cerca do Paço e à Igreja “completa a centralidade da freguesia, o que é essencial para a vida comunitária”, acrescentou o autarca.

Por sua vez, o Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, ressalvou a importância do Centro Pastoral para a abertura da igreja à comunidade. “Antigamente estava tudo centrado nas igrejas. As Paróquias nos dias de hoje precisam de um Centro Pastoral. O essencial é a escuta da palavra e isso faz-se nas catequeses, ações de formação e outras iniciativas”, apontou.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?