UMinho consolida-se em Famalicão

Quase dois anos depois da chegada a Vila Nova de Famalicão, a Universidade do Minho (UMinho) é já uma presença consolidada no território, afirmando a sua atividade através do polo de investigação laboratorial instalado no CIIES (Centro de Investigação e Inovação e Ensino Centro de investigação da Universidade do Superior de Famalicão), em Vale S. Cosme, que conta já com 16 laboratórios, onde trabalham 80 investigadores em 40 projetos aprovados, representando um financiamento global de 10 milhões de euros. 

A infraestrutura recebeu na passada sexta-feira, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, que visitou o espaço acompanhado pelo reitor da universidade, Rui Vieira de Castro, e pelo presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha.

O ministro Manuel Heitor mostrou-se muito satisfeito com o projeto e considerou que a Universidade do Minho encontrou em Famalicão “chão fértil entre a investigação e a aplicação”. Para o responsável trata-se de “um caso feliz da relação entre a UMinho, a autarquia e as empresas da região” que têm aqui “a fundamentação necessária para o crescimento do conhecimento”. “Temos hoje ciência em Famalicão e isso quer dizer mais e melhores empregos”, sublinhou.

Também Paulo Cunha se mostrou feliz com o percurso da UMinho em Famalicão, salientando que é um “projeto com muito significado em Vale S. Cosme na promoção do território e com um enorme potencial de futuro”. E acrescentou: “É um projeto que tem o dom da exemplaridade por unir a investigação com o conhecimento da universidade e com o saber prático das empresas”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?