VIMARANENSES ESTÃO A POUPAR, EM MÉDIA, CERCA DE 50€ NO IMI

Guimarães está entre os municípios com maior diferença entre o IMI cobrado  e o que poderia cobrar. A perda para o município é de quase 8 milhões de euros, sendo que, em média, cada habitante está a poupar 52€.

De acordo com os dados disponibilizados pelo Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, desenvolvido pelo IPCA, Guimarães ocupa  16.ª posição num ranking que demonstra a diferença entre o IMI cobrado e a receita que poderia existir no caso de ser aplicada a taxa máxima. No concelho vimaranense a taxa aplicada é de 0.35%, tendo  gerado cerca de 18 milhões e 600 mil euros de receita. No caso de ser aplicada a taxa máxima, que está fixada nos 0.50%, a receita seria de mais de 26 milhões e 500 mil euros.

O município de Guimarães registou assim uma diferença de quase 8 milhões de euros, entre o que recebeu e o que poderia ter recebido, o que, tendo em conta o número de habitantes, se pode traduzir numa poupança média de 52€ por pessoa.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?