fbpx

VIMARANENSES UNIDOS POR CIDÁLIA OLIVEIRA

A história desta vimaranense, emigrada em França, está a comover a cidade-berço e a onda de solidariedade não para.

 

 

Cidália Oliveira, com apenas 40 anos de idade, foi diagnosticada com cancro da mama. Mãe de dois filhos, descobriu a doença oncológica depois de ter o segundo filho, um diagnóstico que chegou tarde.

Embora esteja emigrada em França, Cidália Oliveira é natural de Guimarães, e o caso sensibilizou a comunidade vimaranense, que está a reunir esforços para ajudar nos custos de um tratamento de células denditriticas, efetuado na Alemanha, que parece ser a salvação da vimaranense. O Mais Guimarães esteve à conversa com a irmã de Cidália Oliveira, que explicou a luta diária desta família. Quando descobriram a doença, os médicos não deram “qualquer tipo de esperança, nem qualquer tipo de tratamento”. “A única coisa que diziam era para esperar, que não havia tratamento dentro do plano de saúde para ela”, contou Sónia. Foi a partir de uma reportagem que Sónia descobriu um tratamento, na Alemanha. “Tentamos abrir um processo lá, traduzir tudo. Através dos exames que enviamos, o médico disse que ainda podia fazer alguma pela minha irmã”, apontou.

Na primeira viagem, Cidália Oliveira deveria ter ficado dez dias, mas não queria deixar a quimioterapia na França. No entanto, os médicos alemães alertaram que a quimioterapia que estava a receber em casa era “paliativa”. “A minha irmã quer o melhor tratamento. Ela quer passar o máximo de tempo com os filhos”, contou a irmã emocionada.

Cidália Oliveira vai voltar este domingo para a Alemanha. Na terça-feira, irá receber a primeira vacina deste tratamento. De acordo com a irmã de Cidália Oliveira, os médicos não sabem precisar quantas vacinas serão precisas, pois depende da reação do corpo ao tratamento. No entanto, deverão ser necessários cerca de 70 mil euros para realizar este processo.

Na página do Facebook ” Cidália: Peço a vossa ajuda”, encontram-se as formas de poder contribuir na batalha desta família. Para além disso, estão a ser organizados vários eventos solidários na cidade de Guimarães, para poder ajudar esta vimaranense.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

SUBSCRIÇÃO GRÁTIS

RECEBA O JORNAL MAIS GUIMARÃES

NO SEU EMAIL

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?