Viver as tradições em modo pandemia

Por Eliseu Sampaio,
Diretor do Grupo de Comunicação Mais Guimarães

Desde 1852, no primeiro domingo de julho de cada ano e durante esse fim-de-semana, realiza-se a Romaria Grande de São Torcato.

Historicamente, é considerada uma das maiores romarias do Entre Douro e Minho e de Portugal, sendo uma impressionante manifestação da devoção e religiosidade do povo, de romeiros e emigrantes ao São Torcato. Nesta Romaria comemora-se a solene trasladação do corpo de Santo do Povo da Igreja Paroquial (antigo Mosteiro) para a Basílica.

Este ano a Irmandade de São Torcato decidiu não realizar a Romaria Grande, em consequência da pandemia e no sentido de minorar o efeito de contágio por Covid-19.

Contudo, para marcar a efeméride no domingo 5 de julho realizou-se a Missa Solene em Honra de São Torcato, no Terreiro de São Torcato.

Também ontem, 07 de julho, foi apresentado o programa simbólico das Festas da Cidade e Gualterianas, que decorrerão, como habitualmente, no primeiro fim-de-semana de agosto, de 31 de julho a 03 de agosto.

Haverá iluminação ornamental em monumentos icónicos das festas e da cidade, exposições no espaço público e ainda alguma animação itinerante. Não haverá, no entanto, espaço de diversões e nem a habitual Marcha Gualteriana, para evitar aglomeração de pessoas.

Destaque para a exposição, organizada pela Casa da Marcha que poderá ser apreciada no Jardim da Alameda, com algumas das peças trabalhadas pelos obreiros, ao longo dos últimos anos.

Vão assim os nossos dias, limitados por esta pandemia que, embora agora esteja mais serena por Guimarães e pelo norte de Portugal, não nos permite ainda voltar às ruas em completa segurança e celebrar como sempre fizemos, e viver como sempre vivemos, com entusiasmo, as nossas tradições.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?