“A Junta de Freguesia reorientou totalmente o seu posicionamento e ação”

Alberto Martins, presidente da Junta de Freguesia de S. Torcato, explica à Mais Guimarães, na entrevista realizada para a edição de maio, os desafios trazidos pela pandemia de covid-19 e a importância do reforço da atenção dedicada à área social, enaltecendo o trabalho diário de um grupo de voluntários. 

O que mudou no posicionamento da Junta de Freguesia de S. Torcato com a chegada da pandemia?

A Junta de Freguesia reorientou totalmente o seu posicionamen- to e ação.
Com o surgimento da pandemia, percebemos que era funda- mental, reforçar ainda mais a proximidade com a população, instituições e tecido económico. A partir de março de 2020, co- meçámos a preparar medidas tendentes a mitigar os efeitos da pandemia, estando diariamente no terreno a intervir, sobretudo junto dos mais idosos e sem retaguarda familiar.

Sentimos que o momento era de exceção e de dificuldades nunca vistas, por isso entendemos que todo o nosso calendário de atividades, festividades e até obras teriam de passar para segundo plano, priorizando o apoio direto à população, num esforço sem precedentes da Junta de Freguesia e de um grupo enorme de voluntários que diariamente nos deixam sem palavras, tamanha é a sua entrega e dedicação.

Quais a medidas que adotaram ao longo do último ano, na resposta aos efeitos da pandemia?

A Junta de Freguesia implementou um vasto conjunto de medi- das, algumas das quais inéditas em trabalhos realizados por Jun- tas de Freguesia. Estas medidas foram divididas em três partes o apoio direto à população, ao comércio, restauração e serviços da Vila e às Instituições. No apoio direto à população, as medidas fo- ram diversas, com enfoque especial, no transporte para o centro de vacinação (mais de 200 transportes efetuados), mas outras

medidas como o apoio financeiro à natalidade, a disponibiliza- ção de material geriátrico e adaptativo (como camas articuladas e cadeiras de rodas), a disponibilização de bens alimentares de emergência, a ida aos supermercados e farmácias substituindo os grupos de risco, a distribuição de máscaras pela população, álcool gel por todos os alunos das escolas de São Torcato, isen- ção taxas em atestados e declarações ou o apoio aos alunos nas aulas à distância, com impressão de trabalhos e/ou disponibilização de material de apoio. Outras ainda foram reforçadas, como a realização de pequenas obras em habitações, tendentes a resolver problemas na população mais idosa ou o encaminhamento social.

Todos estes apoios resultaram de trabalho diário no ter- reno, ninguém ficou para trás nesta luta desigual travada contra a covid-19. No que diz respeito ao apoio à atividade económica, a Junta de Freguesia através do seu gabinete do empreendedor, implementou medidas robustas e dinâmicas para fazer fase a este momento negro da história da humanidade. Desde a pri- meira hora, isentamos os feirantes de pagamento de taxas miti- gando o impacto da redução da atividade. Mas fomos mais longe colocamos em prática um ambicioso programa de dinamização do comércio, restauração e serviços da Vila, com um concurso que atribuiu 500 euros em prémios para voltarem a ser aplicados na Vila. Foi a maior dinamização de sempre na vila, permitindo desta forma um retorno a atividades praticamente paradas em 2020.

Disponibilizamos ainda a criação gratuita de logotipos para os negócios de S. Torcato, distribuímos álcool gel pelos estabe- lecimentos e criamos a marca “ Compre no comércio local de São Torcato” com campanha na comunicação social. Ainda agora aquando da atribuição do prémio literário Vila de São Torcato, os prémios atribuídos serão convertidos em vale de compras na Vila de São Torcato. É assim reforçando sinergias e apostando no apoio direto ao tecido económico da Vila que obtemos resul- tados reais e apoio nesta fase critica. Sentimos também que era fundamental ir ao encontro das necessidades das associações da terra que ficaram sem atividade em 2020 e nesse particular a Junta de Freguesia reforçou em 10% o apoio direto ao tecido associativo de S. Torcato, tendo ainda realizado uma conferência com todos, para escutar os anseios e preocupações em tempos de pandemia.

Foram medidas adequadas às necessidades da população da Vila? Que projetos têm no terreno, e que respostas vão ainda colocar no terreno neste período da pandemia?

Penso que sim, gostaríamos de ter um orçamento maior, por forma a poder intervir de forma ainda mais abrangente, mas o balanço que fazemos é extremamente positivo. Sentimos por parte da população e do tecido associativo e económico, esse reconhecimento e que fomos fundamentais neste tempo difícil, nunca deixando ninguém para trás. A Junta de Freguesia tem no terreno o Projeto Juntar S. Torcato, um projeto abrangente em ter- mos sociais e que brevemente irá se consolidar e expandir para o apoio psicológico à população. Sabemos que paralelamente à crise de saúde pública, provocada pela covid-19, os problemas do foro mental e psicológico vão prevalecer e manter-se por anos.

Acreditamos ser fundamental auxiliar a população neste contex- to, colocando no terreno um profissional da área, acompanhando a população e identificando necessidades e problemas.

 © SP Design

Para além das medidas de resposta à pandemia, há outras iniciativas que ainda assim realizaram ou pretendam realizar, e que vale a pena destacar?

A Junta de Freguesia de S. Torcato como referi, deu primazia total ao apoio à população, complementadas com o ciclo de conferências online sobre o impacto da pandemia na saúde pública e sobre o futuro de São Torcato e das suas instituições, contudo continuamos a ter iniciativas que consideramos importantes para a dinamização da vila. Assim realizamos as comemorações dos 25 anos de vila, com as inaugurações do parque de lazer da corredoura e do projeto Juntar São Torcato, assim como a atribuição da medalha da vila e diplomas de mérito, assinalamos o 25 de abril e atribuímos o 1.o prémio literário Vila de S. Torcato. Ao nível ambiental a Junta de Freguesia lançou uma campanha para não lançar mascaras e luvas para o chão, efetuamos uma campanha em parceria com a GNR para sensibilizar para a limpeza de terrenos, procedemos à limpeza das poças de Rua Franca e de Pinhão, assinalamos o dia mundial da árvore, com a plantação de espécies autóctones e efetuamos nova candidatura ao galar- dão de Eco Freguesia XXI.

Estamos ainda expectantes para aferirmos da possibilidade de realização de grandes iniciativas que são marcantes para a nossa Vila, como a festa da juventude ou o Trail Vila de S. Torcato. Outras iniciativas estão na calha, como as comemorações dos 26 anos de elevação a vila e o dia mundial da criança (num formato ainda a definir). Contudo sabemos que a nossa aposta no apoio direto à população, economia e às instituições é prioridade total da Junta de Freguesia para o ano 2021.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?