CarClasse
CarClasse
Candidatos da AD por Braga querem trabalhar “com especial proximidade com Guimarães”

Além de "assumir a representação nacional como deputado na Assembleia da República" caso seja eleito, Ricardo Araújo não quer esquecer Guimarães, pelo que assumirá essas funções "com especial proximidade com Guimarães e com os vimaranenses."

© Leonardo Pereira/ Mais Guimarães

A Aliança Democrática (AD) tem quatro candidatos de Guimarães pelo círculo de Braga. Além de Ricardo Araújo, que é o número dois, a lista inclui Emídio Guerreiro (quinto candidato), Nuno Vieira e Brito (CDS-PP) e Ana Teixeira.

Ricardo Araújo destaca que esta “é a única lista por Braga com duas pessoas de Guimarães com lugares ilegíveis, o que demonstra a importância da AD no concelho.” Mas além da referência aos lugares ilegíveis, Ricardo Araújo não esquece Nuno Vieira e Brito e Ana Teixeira, que “emprestam a sua credibilidade e o seu currículo que quero elogiar.”

O social-democrata realça ainda que a AD, “mais do que um somatório de partidos, é um projeto de governo que foi buscar os melhores para devolver a esperança e abrir um novo horizonte de crescimento.” O tribuno aponta que as legislativas de 10 de março “são uma oportunidade de mudar de Governo e iniciar um novo ciclo de crescimento.”

Além da provável representação nacional, Ricardo Araújo assume “uma proximidade com Guimarães.” O autarca aponta que a habitação, saúde, impostos, mobilidade e justiça são áreas que “Guimarães tem vindo a perder na esfera regional e nacional”, acrescentando que “o PS esqueceu Guimarães, relegando o concelho para segundo plano na atenção politica nacional.”

A nível local, o também vereador na Câmara Municipal de Guimarães considera como “preocupante que Guimarães tenha um salário médio mais baixo que os nossos vizinhos”, um aspeto que Ricardo Araújo considera “importante e que coloca dificuldades às pessoas para assegurar qualidade de vida.”

Num território marcado pelos setores industriais tradicionais como o têxtil, calçado e cutelarias, o segundo candidato da AD por Braga  diz que a diminuição da carga fiscal “é muito importante para determinar a competividade das empresas.”

© Eliseu Sampaio/ Mais Guimarães

O campus de justiça voltou a ser tema na conferência da AD realizada na última quinta-feira, dia 15 de fevereiro, no café Concerto do CCVF, em que Ricardo Araújo frisa que “o Governo falhou com Guimarães. Comprometeu-se e foi incapaz de o cumprir, não deixou um tijolo.” Outro dos temas relacionados com Guimarães foi a mobilidade: “A ligação ao quadrilátero urbano e a ligação intraconcelhia até norte, sul e oeste são questões que têm importância no plano nacional. Não ficaremos calados enquanto o serviço alfa não for colocado em Guimarães”, acrescenta.

Além de reiterar a necessidade de um novo centro de saúde na cidade berço, Ricardo Araújo lembra que a cultura “é um dos nossos principais compromissos. Em quatro anos, queremos aumentar o apoio nesta área em 50%.” Por fim, o social-democrata alerta para as responsabilidades de “reabilitação da igreja de Santa Marinha da Costa e dos nossos monumentos, como o Paço dos Duques.”

Já a nível nacional, Ricardo Araújo alerta que “Portugal está a ficar para trás no quadro da União Europeia” e que “é preciso inverter o ciclo de empobrecimento”. Segundo o número dois da AD, o foco da proposta da coligação “centra-se nas pessoas, percebendo os problemas que afetam os portugueses e de que forma podem apresentar soluções. Queremos pôr a economia a crescer e a fortalecer e aumentar o rendimento disponível das famílias. Com empresas mais robustas somos capazes de aumentar a produtividade e o rendimento.”

Entre algumas propostas, Ricardo Araújo destaca a redução do IRC de 21 para 15% a um ritmo de 2% ao ano, visando “aumentar a competitividade das empresas e permitir que possam competir melhor no mercado internacional”, a diminuição do IRS nos oito primeiros escalões “para aumentar o rendimento das famílias e a redução do IRS até 15% para jovens até aos 35 anos de forma “a evitar a debandada de jovens para o exterior e reter talento em Portugal”, acrescenta o tribuno.

Além disso, Ricardo Araújo pretende um rendimento de 820 euros em 2028 para todos os pensionistas, “permitindo que possam ter condições mínimas de vida”, a contagem do serviço dos professores em cinco anos a ritmo de 20% ao ano e apresentar um programa de emergência na saúde que “devolva os tempos para consultas e cirurgias que sejam compatíveis com o que queremos para o país.”

© Direitos Reservados

Nuno Vieira e Brito considera que estas eleições são “importantes porque vão pôr em jogo dois modelos de sociedade diferentes: Um modelo que vemos como conservador, de regressão do desenvolvimento social e económico e de afastamento dos jovens, e, por outro lado, um modelo que quer crescer e desenvolver e que traz esperança e futuro aos portugueses.”

O tribuno dá ainda conta que o CDS-PP “está empenhado nesta coligação e trará o seu contributo dentro dos temas mais relevantes, como a pobreza, equidade social e outros temas relacionados com o desenvolvimento económico. Estamos a dar o nosso contributo para um projeto vencedor.”

Já Emídio Guerreiro, quinto candidato da AD distrito de Braga, aponta que “o PS revelou ser incapaz de gerir o pais com maioria absoluta e aqui estamos aqui depois do insucesso, que se traduz em agricultores, médicos e professores na rua. Poucos são os setores que não estão em luta na defesa dos seus direitos pela frustração das expetativas que lhes foram dadas”, frisa.

© Direitos Reservados

Além disso, questiona o papel de Pedro Nuno Santos, apontando que “tutelou a habitação, os transportes   decidiu fixar o aeroporto numa localidade, fez um despacho e viu-o ser retificado e invalidado. A brincadeira com a TAP custou mais dinheiro do que aquele que foi injetado na economia pelo Governo português durante o período da pandemia.”

Por fim, Emídio Guerreiro vinca que a coligação da qual faz parte “está motivada para resgatar o país e colocá-lo no caminho da esperança.”

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES