Com cautela, e muito juízo!

Por Eliseu Sampaio.

Agora que está decretada a reabertura da economia e da sociedade, a partir de 04 de maio, é hora de esfriar os ânimos e dizer-lhes que temos que conseguir conter esta enorme vontade, que todos teremos, de sair por aí em abraços a toda a gente, de visitar os nossos familiares e marcar umas jantaradas, daquelas que temos saudade. Não, não é hora!

Há 15 dias que tinha definido que a atividade do Mais Guimarães retomaria alguma normalidade a partir de 04 de maio. É, parece-me, o tempo equilibrado para o fazermos. Pela urgência da retoma económica num período em que há uma estabilização dos casos de covid-19, sobretudo no que respeita aos doentes internados e dos que necessitam de cuidados intensivos. Refira-se, relativamente a este aspeto, que a ocupação dos cuidados intensivos do Serviço Nacional de Saúde, não ultrapassou os 60 %. Conseguimos uma grande vitória aqui!

Este é também o momento em que o Governo consegue garantir que há material de proteção disponível às populações, em supermercados e em outros espaços comerciais, nomeadamente máscaras comunitárias, agora fabricadas por empresas portuguesas, e de acordo com as regras técnicas definidas pelo Infarmed.

Imagino que, com a abertura do pequeno comércio e dos serviços, a 04 de maio, tenhamos de novo as ruas de Guimarães cheias de gente, e temo, por isso, que tal venha a gerar uma onda brutal de casos de Covid-19 no concelho. Quando escrevo estes textos, destaco que estamos no epicentro desta epidemia em Portugal. A região Norte lidera, nomeadamente no número de mortos, contabilizando 546, mais do que todas as outras regiões do país juntas.

Evitar isso, como evitamos anteriormente o colapso do nosso Serviço Nacional de Saúde é o que temos de conseguir fazer agora, nesta segunda fase do combate. Não podemos facilitar. Saiamos de casa, porque tem mesmo de ser, mas com muita cautela e muito juízo!

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?