EM GUIMARÃES, O VERÃO É JAZZ

por CÉSAR MACHADO
Advogado

Com organização do Convívio, Associação Recreativa e Cultural,  e financiamento da Câmara Municipal de Guimarães, teremos jazz na rua entre os dias 1 e 8 de Julho, no Festival Guimarães, O Verão é Jazz. Neste ano, avultam os projectos criados especificamente para este festival, dando possibilidade a alguns dos nossos melhores talentos de experimentarem formações novas ou projectos pensados para esta passagem por Guimarães.

Todos os oito concertos contam com entrada gratuita, seis, no Largo da Oliveira, nos dias 2,3,4,5,6 e 8, às 22 horas e um no Terraço do Cineclube de Guimarães, no Largo da Misericórdia, no dia 1,, igualmente às 22 horas. Os Combos da Escola de Jazz do Convívio apresentam-se no dia 7, pelas 18 horas, na sede da Associação

Mostrar várias  linguagens inseridas no universo do jazz que possam atrair outros públicos, para além dos frequentadores mais habituais, é uma das preocupações que norteia a programação, sem, no entanto, se perder na qualidade artística das apostas.

O Festival inicia-se no dia 1, Domingo, com um concerto dedicado ao Cineclube de Guimarães, na passagem dos seus  60 Anos. O EJC ALLSTÔRS COMBO composto pelos professores da Escola de Jazz de Convívio, apresentará um concerto especial, revisitando temas que se celebrizaram através de filmes, que o jazz tocou de mil e uma maneiras. Com Richard Okkerse, na guitarra, Pulo Barros, no piano, Filipe Teixeira, no contrabaixo e Filipe Monteiro na bateria, o concerto terá lugar no Terraço do Cineclube de Guimarães, às 22 horas.,

 

A 2 de Julho teremos Orquestra Club, (Big Band ), sob a Direcção Rui Reis, uma formação a lembrar os tempos áureos do Jazz, com forte swing a trazer ao palco temas imortais desta música. Esta jovem orquestra nasceu em Fafe, há menos de um ano, e tem um progresso já muito assinalável. Com cerca de 20 músicos em palco, teremos a celebração da big band, numa linguagem a lembrar os grandes clássicos.

O noneto  “NEWSOP – NEW SONG OF PORTO”, foi formado propositadamente para este Festival. Constituído por talentosos  estudantes da ESMAE (Escola Superior de Música Artes do Espetáculo) do Porto, apresentarão dois concertos, um no dia 3, com reportório original baseado nos cânones da tradição jazzística, temas s e arranjos específicos, escritos pelos membros da formação.

No dia 4 o NEWSOP presta Tributo ao Funk,  podendo-se  ouvir  arranjos de temas dos seus compositores mais emblemáticos –Herbie Hancok, Jaco Pastorius, Joe Zawinul, entre outros. Um concerto que se espera muito vivo e participado.

O Newsop é formado terá na bateria Zé Stark, no contrabaixo Joni Axel, no piano Miguel Meirinhos, na Guitarra Joaquim Festas, no Barítono Rafael Gomes, no tenor Pedro Matos, no sax alto João Paulo Silva, no trombone Gil Silva e no trompete Pedro Jerónimo.

No dia 5 o palco é de outra formação nova – FROM: AMSTERDAM- , criada a convite deste festival,  com jovens talentos da linha da frente da novíssima geração do Jazz português. Todos estudantes de mestrado no Conservatório de Amsterdam, trarão  maioritariamente música original, que reflecte as influências do panorama do jazz mais contemporâneo.. É constituído por José Soares – Saxofone Alto ,HristoGoleminov – Saxofone Tenor Eduardo Cardinho – Vibrafone Pedro Branco – GuitarraFrancisco Nogueira – Contrabaixo , João Guerra – Bateria

 

No dia 6  o palco é de quatro músicos consagrados, João Mortágua Saxofone, Marco Figueiredo, piano, Miguel Calhaz, contrabaixo,  Marcos Cavaleiro, bateria, o QUARTETO DAS BEIRAS, neste caso, visitando as baladas do reportório mais importante do jazz.  Um concerto a criar grande expectativa, atenta a qualidade dos executantes e a oportunidade de assistir ao grande saxofonista João Mortágua numa zona diferente da que percorre nos dias de hoje –aqui regressará aos clássicos, às baladas clássicas do jazz, num concerto a não perder.

 

No dia 7, sábado, pelas 18 horas, os Combos dos Alunos da Escola de Jazz do Convívio tocarão na sede do Convívio. Um concerto indispensável neste Festival.

O encerramento fica para a Big Band do Conservatório de Música de Aveiro de Calouste Gulbenkian, um agrupamento multidisciplinar em que o jazz é celebrado na sua formação mais completa Este concerto terá duas partes distintas. Na primeira, a BigBand abordará alguns dos temas do repertório clássico deste tipo de agrupamento, contando, na segunda, com a parceria dos coros do Secundário,  Pais e Amigos do Conservatório de Música de Aveiro, ou seja, um total de cerca de 120 músicos em palco, a celebrar esta música, o jazz, como o Largo da Oliveira e Guimarães merecem, com um concerto inesquecível.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?