GALA DOS CONQUISTADORES

Homenageadas personalidades ligadas ao clube, funcionários, sócios de 25 e 50 anos e atletas de mérito, numa noite divertida e emotiva.

 

Na passada quarta-feira, pelas 21h00, no Centro Cultural Vila Flor, o Vitória realizou, pela segunda vez, a Gala dos Conquistadores. Esta gala encerrou a comemoração dos 93 anos do clube. Foram distinguidos 46 sócios com o emblema de ouro, para sócios com 50 anos de ligação ao clube, 131 com o emblema de prata, que distingue os sócios com 25 anos e 14 personalidades pela sua importância para o emblema do rei.

O grande auditório do Centro Cultural Vila Flor encheu-se para esta gala, onde também estiveram presentes as equipas profissionais e os treinadores Sérgio Conceição e Vítor Campelos. As personalidades distinguidas com o prémio reconhecimento, este ano, foram: o antigo jogador do clube André André, o treinador da época passada, e vencedor da Taça de Portugal, Rui Vitória, João Sousa, o tenista português com melhor classificação no raking ATP de sempre e Pedro Meireles, o piloto de ralis que sempre exibe no seu carro o emblema do rei. Com o prémio mérito desportivo, foram distinguidos: Manuel Mendes, do atletismo adaptado, António Sousa do Kickboxing, Rui Bragança, o lutador de taekwondo, recentemente apurado para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e Ulisses Dias do jiu jitsu. Com prémio dedicação foram reconhecidos: Carlos Fontes, precursor do judo na cidade de Guimarães, José Andrade, o antigo motorista, agora na reforma, Emídio Magalhães, antigo responsável pela formação e Neno.

A noite teve alguns momentos divertidos e outros emocionantes

 

galadosconquistadores2015

A boa disposição de Neno

 

A noite teve alguns momentos divertidos e outros emocionantes. Neno foi surpreendido com a atribuição do prémio. Apesar de ser o apresentador da gala, o antigo guarda-redes não sabia que seria homenageado o que acabou por resultar num momento divertido e de boa disposição. Pedro Meireles recebeu o troféu reconhecimento e visivelmente emocionado agradeceu à falecida avó que lhe passou a paixão pelo Vitória. O Vitória caminha para o centenário fazendo já parte da história, não só da cidade, mas também da história privada das famílias de Guimarães. O vice-presidente da Câmara, Amadeu Portilha, viu o seu pai subir ao palco para ser homenageado e não escondeu a emoção, num abraço que ilustra bem esta paixão que atravessa as gerações.

Rui Vitória não esteve presente, por motivos profissionais. O atual treinador do Benfica enviou uma mensagem em vídeo, tal como Rui Bragança e João Sousa. “Estou grato e não esqueço o percurso que fiz até aqui. Recordo com satisfação os quatro anos que passamos juntos”- diz Rui Vitória numa das passagens do vídeo. André André, continua a ser o “menino querido” dos vitorianos. Foi recebido com uma ovação em pé pelos sócios. O futebolista, agora ao serviço do Porto, lembrou o antigo treinador, o clube e o facto de ter sido no Vitória que chegou a internacional A pela primeira vez, lembrou também a direção e disse que, “os adeptos vão estar sempre comigo”. André André lembrou ainda a conquista da Taça de Portugal e fez um balanço muito positivo dos três anos em que defendeu o emblema do Vitória.

Numa vertente mais institucional, Júlio Mendes lançou a ideia de que o clube vai continuar a crescer e para o confirmar anunciou obras a realizar. “O próximo e maior desafio é a construção de um edifício para albergar os jovens de Portugal e do mundo, que estão nas nossas equipas e para receber eventos e estágios desportivos. É uma aposta estratégica no turismo desportivo. É um projeto ambicioso e esperamos contar com o apoio da Câmara”- disse Júlio Mendes.

 
Os sócios e adeptos em geral também tiveram o seu momento, apesar de não terem subido ao palco, a organização preparou um vídeo com grandes momentos filmados nas bancadas. Como disse André André, a terminar o seu agradecimento pelo prémio atribuído, “vemo-nos no D. Afonso Henriques”.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?