RÁPIDA INTERVENÇÃO DOS BOMBEIROS IMPEDIU PROPAGAÇÃO DE INCÊNDIO NO TOURAL

Pelas 20h14 deste domingo o incêndio que deflagrou no terceiro andar de uma habitação já estava extinto.

©  Direitos Reservados

O fogo foi combatido a partir do Largo do Toural por 40 bombeiros, auxiliados por 11 viaturas. O alerta foi dado às 19h20. A habitação tem morada na Rua de Camões. Apesar do incidente, a habitação permaneceu habitável. O incêndio iniciou-se nas águas furtadas.

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, Bento Marques, explicou ao Mais Guimarães que não se saberá a origem do incidente e que a rápida intervenção da corporação permitiu a não propagação do mesmo para outras habitações. “Quando cá chegou a primeira equipa, o terceiro andar da habitação tinha chamas a sair pela cobertura. Rapidamente colocamos meios no local para conseguirmos dominar. O domínio do incêndio foi rápido. As habitações são de madeira, portanto, a intervenção tem que ser rápida”, explicou. Segundo o comandante, a casa serve de habitação para uma mulher, que no regresso a casa se apercebeu do incêndio. “Os bombeiros acudiram de imediato”, assegurou.

No local marcou presença o autarca Domingos Bragança, que admitiu alguma preocupação devido ao facto de o incêndio ter deflagrado na zona histórica da cidade. “O susto que apanhei está relacionado com as ruas estreitas. Quando soube que era no Toural, fiquei mais descansado, porque a acessibilidade é boa. O combate pode ser feito com toda a eficácia. Nas ruas estreitas, as coisas complicam”, apontou. O presidente do município recordou que, apesar disso, “tendo em conta estrutura dos edifícios, tudo arde com grande rapidez e pode passar por outros edifícios”.

O autarca louvou a rápida intervenção da corporação vimaranense. “Os bombeiros acudiram de imediato ao edifício em chamas e esta ação dos bombeiros fez com que o incêndio fosse rapidamente extinto. Quando há um incêndio na zona histórica da cidade, é sempre muito preocupante”, apontou.

Domingos Bragança revelou ainda que a autarquia atribuiu um subsídio à corporação de Bombeiros para a compra de uma autoescada para incêndios de cidade. “Os Bombeiros de Guimarães e os das Taipas têm esta escada para edifícios de grande altura, mas para ruas estreitas da cidade não temos. Espero que a todo momento essa escada chegue”, afirmou.

Notícia Atualizada às 17h53, com informações acerca do incidente.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?