ÚLTIMA OPORTUNIDADE PARA IMPEDIR A INSOLVÊNCIA

“ACIG merecia que os empresários se juntassem e comprassem o edifício para a salvar,” a frase é de Filipe Vilas Boas, em entrevista à RUM, na passada terça-feira. A venda do edifício sede da ACIG poderá ser a última oportunidade de salvar a associação.

Foto: Mais Guimarães

Em entrevista ao programa Campus Verbal, da RUM, Filipe Vilas Boas, presidente da ACIG, desde Maio, afirmou que desde a sua tomada de posse  “não houve um dia em que recebesse uma boa notícia”.  Ainda assim, disse não estar o arquiteto afirmou não estar arrependido. “Tenho amigos que me perguntaram porque é que me meti naquilo, outros ainda me dizem para sair logo que possa, mas isso não encaixa de todo com a minha maneira de estar na vida”, disse aos microfones da rádio.

O presidente da ACIG assumiu que para sobreviver é preciso tomar medidas desagradáveis, como a redução de pessoal. Um quadro que contava, há um ano atrás, contava com 27 elementos, está hoje reduzido 11 pessoas.

O edifício da ACIG, situado na rua da Rainha, no centro histórico de Guimarães, está à venda desde o dia 01 de agosto. A base de licitação são três milhões e 200 mil euros, o valor necessário para satisfazer os compromissos com funcionários, com a segurança social e com a autoridade tributária. O presidente fala desta operação como a última oportunidade para salvar a ACIG. Filipe Vilas Boas lembra “os muitos milhões” que a ACIG “cativou para investir no território” para apelar aos empresários que ajudem a ACIG a “continuar a trazer esse investimento.”

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?