UMA SEMANA A JOGAR BILHAR

Entre o dia 03 e o dia 12 de junho o Multiusos de Guimarães foi a casa mãe do bilhar na cidade-berço. As finais das diversas competições da Associação Bilhar do Norte (ABN) reuniram cerca de 100 equipas, num total de mil atletas, que jogaram mais de trezentas partidas.

dsc_0938

Quem nunca viu jogar bilhar ao vivo fica admirado ainda no corredor de acesso. Num pavilhão onde se espera que estejam centenas de pessoas, não se houve mais do que um leve murmurar. O silêncio é fundamental e o presidente da ABN, Jorge Ribeiro, logo repreende qualquer elevação do tom de voz que venha da assistência.

Este jogo é normalmente jogado em cafés, como se pode ler nos polos dos jogadores: café familiar, elegância bar, café star… Nestes locais, normalmente, a assistência não vai além de outros jogadores e dos frequentadores habituais do café, mas aqui é diferente, há uma bancada cheia de familiares e amigos, além dos jogadores das equipas que não chegaram a estas finais. Quem pensa que este é um jogo de homens desengana-se logo à entrada: na primeira mesa joga-se, no domingo, a final da Liga feminina.

Quem pensa que este é um jogo de homens desengana-se logo à entrada: na primeira mesa joga-se, no domingo, a final da Liga feminina.

As finais da ABN são uma competição de grande envergadura. A competição teve início na sexta-feira, dia 03 de junho e terminou no domingo, dia 12 de junho. Durante estes dias jogou-se à semana a partir das 21h00 até às 00h00, ou mais, dependendo do desenlace das partidas. Aos fins de semana e no feriado, a partir das 14h00 até à mesma hora. Neste período houve ainda tempo para jogar, nos dias 08 e 09 de junho, o Open Cidade de Guimarães. Trata-se de uma prova aberta a atletas de outras associações, que terminou numa final com 16 atletas a jogarem em KO direto.

O Café Sueco joga a final de equipas contra o Elegância Bar. Sente-se a tensão no ar à medida que o tempo passa sem que os homens consigam desembrulhar o jogo. Estão mais tensos os fafenses do Café Sueco. Escapam-lhes umas tiradas em tom de voz mais alterado, a destoar com a sobriedade da equipa adversária.

Nos masters há jogadores que podiam ser avós do Luís, do Café Familiar

Começa a final de masters ali ao lado. O jogo é para homens, mulheres e crianças de todas as idades. Nos masters há jogadores que podiam ser avós do Luís, do Café Familiar. O jovem talento tem 12 anos e apurou-se para três finais, tendo ganho uma delas. “Este jogador é o futuro”, diz o presidente da associação. O diretor técnico da associação, João Piario, destaca o fair play de Luís: “Ontem no jogo final cometeu uma falta que o adversário não viu e assumiu a falta, ainda que isso lhe tenha custado o jogo e a vitória porque era uma final”. Luís, apesar de só ter 12 anos, jogou a final de sub-16 e venceu: foi à final de sub-20 e à final da Liga de Honra.

dsc_0943

A Liga ABN tem vindo a crescer de importância e qualidade, prova disso são os quatro campeões nacionais que estiveram em prova: Paulo Pereira, Bruno Sousa, João Sousa e Pedro Gilo. Atualmente são 12 as competições promovidas pela ABN: Super Liga de Equipas, Liga dos Campeões, Taça da Liga, 2.ª Liga, Liga Feminina, Liga Individual, 3.ª Liga, Ligas sub-20 e sub-16, Liga de Honra, Pares Escoceses e torneios de captação.

Apesar da compostura durante os jogos, no final há um ou outro jogador que extravasa e solta um grito. Um colega que corre para abraçar outro elemento da equipa e que rompe com a atmosfera formal. Percebe-se que o que aqui está em jogo significa muito para estes jogadores.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?