VITÓRIA COM QUEIXAS NO PRIMEIRO GOLO DO SPORTING

Uma falta no lance que deu origem ao primeiro golo do Sporting motivou vários protestos por parte do Vitória. No banco, Flávio Meireles e Moreno acabaram mesmo expulsos.

Corria o minuto 38 de jogo e Rochinha foi carregado em falta por Acuña. Quanto à falta, não restam dúvidas, mas a dúvida do lance ficou pela posição: se dentro da área e com motivo para grande penalidade, se fora e com motivo para marcação de livre.

No entanto, o árbitro do encontro deixou seguir a jogada, que terminou com o primeiro golo do Sporting, por Raphinha. Desde logo os protestos se fizeram ouvir, com Rui Costa a recorrer à análise do VAR para auxiliar. Por considerar que a falta foi fora da área, o vídeo-árbitro não podia intervir, e o golo dos leões foi mesmo validado, tendo a falta sobre Rochinha passado impune.

De acordo com o protocolo do VAR, mesmo não sendo grande penalidade e sendo falta fora da área, para livre, o golo do Sporting poderia ser anulado, uma vez que é precedido dessa falta de Acuña. No entanto, depois da falta o Vitória recuperou a bola, havendo uma nova recuperação do Sporting, e foi esse o momento considerado como o início do lance do golo, não deixando assim margem para a intervenção do vídeo-árbitro (apenas haveria essa margem em caso de marcação penálti).

Este foi o momento que marcou o encontro, com o primeiro golo do jogo a ser precedido de uma falta clara sobre Rochinha, que acabou por passar impune. Flávio Meireles e Moreno, por protestos, acabaram expulsos do banco dos Conquistadores.

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?