HUGO TEIXEIRA

Nome completo
Hugo Francisco Monteiro Teixeira

Nascimento
13 de setembro de 1996, Guimarães

Profissão
Advogado estagiário

Hugo Teixeira é otimista. Não acredita que os jovens estejam assim tão desinteressados da política, mas as mudanças que o tempo traz refletem-se nas suas prioridades: “Identificam-se, cada vez mais, com movimentos do que com partidos.” E também sentem uma “grande falta de resposta dos partidos que chegam ao poder aos seus problemas”.

O jovem vimaranense, de 23 anos, não pode estar alheado do que pensam aqueles com os quais partilha a faixa etária: é o presidente da Juventude Socialista (JS) de Guimarães. Sucedeu a Rafael Duarte e foi eleito a 03 de novembro passado, num culminar de seis anos dedicados aos jotas do Partido Socialista (PS).

O advogado estagiário diz que o interesse pela política surgiu aos 16 anos. “Diria que foi, de certa forma, um grito de revolta”, começa por explicar. Perante algumas “dificuldades durante o Governo do PSD e do CDS-PP”, Hugo conta que sentiu a necessidade de “fazer a diferença”. Chegar à conclusão de que seria o PS o partido com o qual mais se identificava exigiu estudo: “Eu sempre me considerei moderado. Quando surgiu este interesse, procurei o máximo de informação de todos os partidos do espetro político. Sempre fui liberal nos meus valores, no que diz respeito ao casamento homossexual ou em relação às drogas leves, por exemplo. Mas senti que encontrava, no PS, alguma moderação no exemplo de políticas sociais e económicas”, acrescenta.

Hugo integrou a Comissão Política Concelhia do PS e o secretariado nos mandatos de Nelson Felgueiras e de Rafael Duarte, bem como a Comissão Nacional da JS. Chegar à presidência da JS de Guimarães foi resultado de um conjunto de progressos colecionados ao longo dos anos — e a participação “em várias instâncias” providenciou-lhe as ferramentas para liderar a JS. “Foi algo em que pensei, mas fui incitado por vários militantes da JS Guimarães, que sentiram que tinha as condições necessárias para liderar a estrutura. Não escondo que tinha alguma ambição, mas senti que a minha voz era ouvida, que tinha a oportunidade de falar e que era levado a sério”, refere. “A obrigação que se me impunha era maior. E agora tenho as condições para ser a voz ativa que os jovens do concelho precisam. Somos representantes legítimos de todos os jovens, independentemente da ideologia.” Para o ser, é preciso pensar em todo o concelho. Hugo não esconde que, quando começou na JS, receava não “pensar como um jovem das Taipas ou de São Torcato” pensa o concelho, mas encontrou caraterísticas comuns a todos: “A grande marca caraterística de Guimarães, o bairrismo.” Criado no centro da cidade, o presidente da JS de Guimarães frisa que “o grande dever é garantir que um jovem de Lordelo, por exemplo, tenha as mesmas oportunidades que um jovem do centro tem”.

Hoje, diz que há ideias que chocam entre a JS e o PS, mas realça que ambos têm “a oportunidade para pensar conjuntamente”. “Diria que a diferença entre aquilo o que as jotas, em geral, defendem e o partido executa já foi maior. Dou um exemplo claro: há uns anos, seria impensável a liberdade da interrupção voluntária da gravidez, e a JS tomou isso como bandeira”, aponta.

A “discrepância” vai-se resolvendo com a renovação das caras que se veem na Assembleia da República, por exemplo: “Os partidos, durante algum tempo, não souberam renovar as suas fileiras. Enquanto jovem, senti que isso era um grande problema. Quem exerce é competente, mas, por vezes, pode estar completamente alheado da realidade.” Essa renovação, diz, “é progressiva e necessária”.

E como o futuro faz-se de presente e de progresso, o presidente da JS de Guimarães não esconde que gostaria de ir mais longe, mas concentra-se na tarefa que tem pela frente: “Estou concentrado neste mandato. Não antecipo as coisas antes do seu devido tempo.”

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?