JOSÉ GUIMARÃES

Nome completo

José Alves Silva Guimarães

Nascimento

16 de maio de 1934

S. Sebastião – Guimarães

Profissão

Gestor

Sentado no sofá da Assembleia de Guimarães, onde faz uma pausa depois do almoço para colocar em dia a conversas com os seus amigos de longa data, é o modo que iniciamos a conversa com José Guimarães.

Hoje, com dois filhos e quatro netos, José Guimarães, de 83 anos, vive uma vida “pacata” intercalada com a atividade no escritório de mediação de seguros que não abandona, tal como o seu pai, que trabalhou até às 19h00 da véspera de falecer, com 92 anos.

“Os meus amigos que se reformaram diziam que já não faziam nada. Que ficavam à espera de alguma coisa… E para mim isso não dá. Tenho de ter ação, sair de casa com um objetivo e ter coisas para fazer todos os dias”, referiu.

Depois de grande parte da sua vida ter estado à frente de várias empresas e negócios, hoje, o seu dia a dia é passado sobretudo no escritório, com a exceção dos fins de semana, quando se desloca à sua “segunda terra”, Póvoa de Varzim, com a mulher e onde por vezes os filhos fazem companhia. José Guimarães “marcou” uma posição ao serviço da comunidade vimaranense que lhe valeu a Medalha Municipal de Mérito Social, entregue no passado dia 24 de junho. Pese embora orgulhar-se de uma vida profissional e familiar muito preenchida, a sua vocação de serviço social e a sua propensão para ajudar os mais necessitados pontuaram toda a sua vida com inúmeras funções de cariz associativo e solidário, no desempenho das quais construiu um percurso muito relevante de serviço à sua comunidade.

“Antigamente, as associações eram onde as pessoas e amigos se juntavam”

As escolas das Dominicas e Santa Luzia e o Liceu fizeram parte do seu percurso académico, mas a sua vida profissional iniciou na antiga Casa Alberto Pimenta Machado, considerada na época a “Universidade do Comércio e da Técnica de Vendas”. Dirigiu depois a empresa comercial Silva Guimarães que pertenceu á sua família durante mais de cem anos.

Com uma forte presença associativa, José Guimarães alavancou várias instituições vimaranenses que têm hoje grande protagonismo. Uma escolha com origem no seu “feitio” e pelo gosto das associações. “Antigamente, as associações eram onde as pessoas e amigos se juntavam. Agora existem outras solicitações. Os jovens não aderem muito a movimentos associativos”, disse.

Fundou e foi presidente do Clube de Ténis de Guimarães nos seus primeiros dez anos, que nasceu depois de um grupo de amigos que praticavam a modalidade não ter condições de jogar nas Taipas nos únicos “courts” que existiam no concelho, inundados regularmente pelo rio Ave.

José Guimarães foi sócio fundador da Imobiliária Santiago, percursora da reabilitação de prédios particulares no centro histórico, e da empresa de comunicação social Guimapress. Presidiu e integrou direções de várias associações locais, nomeadamente a Assembleia de Guimarães onde criou as escolas de ballet, música e línguas, o Rotary Club de Guimarães, o Centro Juvenil de S. José, durante doze anos. É ainda presidente da Associação Luso-Britânica desde a sua fundação.

Em 1988 foi nomeado pela Ministra Leonor Beleza Diretor do Hospital, que ainda funcionava nas antigas instalações da Misericórdia e responsável máximo da Comissão Instaladora do novo Hospital, que em 25 de setembro de 1991, sob a sua direção, foi promovida, em apenas um dia, a mudança do Hospital das antigas instalações para o atual Hospital da Nossa Senhora da Oliveira. Já depois de cessar funções no Hospital, fundou a Liga dos Amigos do Hospital de que foi o primeiro Presidente, sendo atualmente presidente da assembleia geral.

Por: Diogo Oliveira

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?