JÚLIO VIEIRA DE CASTRO FALA EM “DESRESPONSABILIZAÇÃO DIRETIVA”

O candidato da Lista “A” falou aos sócios em mais uma sessão de esclarecimento e não fugiu aos temas quentes da semana, como o resultado do dérbi e as declarações do vice-presidente do clube e administrador da SAD, Francisco Príncipe.

Perante uma sala cheia na Junta de Freguesia de Nespereira, Júlio Vieira de Castro afirmou que existe um “comportamento diferente” por parte de Júlio Mendes, fazendo referência ao facto de o atual presidente do Vitória ter surgido na sala de imprensa no fim do jogo contra o Braga e ter criticado a arbitragem.

No entanto, Júlio Vieira de Castro acusa o presidente vitoriano de “desresponsabilização diretiva”, por ter sido Francisco Príncipe a falar na conferência de imprensa da passada quarta-feira. “O presidente não deu a cara. Só aparece quando as coisas correm bem. Quando corre mal manda alguém à frente”, afirmou Júlio Vieira de Castro, que ironizou com a conferência: “em 95 anos de história sou o primeiro a ter uma conferência de imprensa só para mim”. Para o candidato da Lista “A”, foi positivo os sócios “finalmente ficarem a saber que o adiantamento de três milhões de euros é da MEO”.

Rui Rodrigues, candidato a presidente do Conselho Fiscal também abordou as palavras de Francisco Príncipe: “quando soubemos que o vice-presidente iria falar, pensámos que ele iria explicar as comissões, ou o negócio do Soares, por exemplo. Mas não foi isso que aconteceu”.

O jogo do passado domingo contra o Braga não passou em claro nas palavras de Júlio Vieira de Castro. O engenheiro de 43 anos espera que “o que aconteceu no jogo de domingo sirva de lição e reflexão para todos”.

Na sessão de esclarecimento foi ainda anunciado que, brevemente, será inaugurada a sede de campanha.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?