MAIS RÁPIDO, MAIS ALTO, MAIS FORTE

por ANIBAL ROCHA

Nos Jogos Olímpicos, o maior evento desportivo do mundo, as diversas modalidades alcançam uma projeção e um destaque pouco habitual mas absolutamente merecido.

Por estas alturas, os atletas congregam como nunca o apoio das respectivas nações que exprimem o orgulho e ambicionam a promoção das cores nacionais a uma escala planetária.

A participação nos Jogos Olímpicos, só por si, é certamente um momento único na vida dos atletas que se esforçam e trabalham diariamente (ultrapassando muitas vezes todos os limites, com sacrifícios e dificuldades) perseguindo o lema olímpico “Citius, Altius, Fortius”, ou seja, “mais rápido, mais alto, mais forte”.

Os atletas são quem, efectivamente , merece o maior relevo, embora não se devam esquecer todos aqueles que, muitas vezes no anonimato e de forma voluntariosa, conseguem reunir as condições para os desportistas, entretanto na ribalta, desenvolveram a prática desportiva.

No reverso da visibilidade mediática dos atletas, um punhado de agentes desportivos – sejam eles dirigentes desportivos voluntários ou outros – cuidam quotidianamente do dia-a-dia dos clubes, associações ou outras entidades desportivas, identificando dificuldades, contornando obstáculos e arrolando apoios e soluções que permitam, através do desporto, contribuir para o processo formativo integral dos jovens. O papel dos agentes desportivos – além do próprio atleta e do enquadramento familiar – também se revela, portanto, imprescindível ao “nascimento” de Campeões, apesar desse mérito não ser praticamente reconhecido. Há 7 anos que Guimarães, na Gala do Desporto, tem estimulado o reconhecimento do mérito desportivo dos praticantes mas também servido para enaltecer personalidades que durante muitos anos contribuem para o desenvolvimento do desporto no concelho.

Também nos últimos anos têm sido melhoradas as condições das instalações desportivas, quer ao nível dos subsídios para construção ou melhoramentos das instalações propriedades dos clubes quer em investimentos em instalações desportivas municipais. Neste capitulo a Tempo Livre tem desenvolvido o seu trabalho com o objetivo de manter os níveis de fruição das instalações desportivas sobretudo para os praticantes informais, mas também dando o seu contributo noutros patamares mais exigentes de treino.

Também tem a cooperativa dado o seu contributo, em estreita ligação com os Clubes, para que os seus dirigentes participem em ações formativas e partilhado experiências que permitam melhorar a organização das associações desportivas.

Guimarães surge nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro com a maior comitiva de vimaranenses e com o maior número de modalidades representadas (atletismo, ténis, ciclismo e taekwondo), estando de parabéns todos aqueles que contribuíram para que isso seja uma realidade.

Nota: Lembrando outras participações de vimaranenses em Jogos Olímpicos: Domingos Castro (1988, 1992, 1996 e 2000), Dionísio Castro (1988 e 1992), Aurora Cunha (1984, 1988 e 1992), Manuel Silva (2000 e 2004) e Fernando Meira (2004).

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?