ROSA MARIA ALMEIDA

Nome completo
Rosa Maria Alves Araújo Almeida

Nascimento
06 de Dezembro de 1966, Guimarães

Profissão
Técnica de Confeção

Costuma-se dizer que as grandes batalhas são dadas aos grandes guerreiros. Apesar de lutar contra o cancro da mama, Rosa Maria Almeida nunca desistiu da vida e quer espalhar a mensagem de que é possível ter uma vida normal, mesmo com a doença que afeta milhares de mulheres. Sempre encarou a vida de forma positiva e quando soube que estava doente manteve-se fiel à sua personalidade. Com 52 anos, a vimaranense mostra que apesar dos momentos difíceis, o importante é procurar sempre a felicidade.

Já antes da doença entrar na sua vida, Rosa Maria Almeida considerava-se uma mulher lutadora. Mesmo com dois filhos e um trabalho a tempo inteiro, a vimaranense voltou a estudar aos 40 anos e licenciou-se em Ciências Políticas na Universidade do Minho. Para ela, os desafios serão sempre bem vindos. ” Aquilo que achava que poderia vir a conseguir lutava para o conseguir. Tenho dois filhos e sou casada há 30 anos com o mesmo marido. A minha vida era trabalho – trabalho na empresa Lameirinho -, casa, mas também fiz o maiores de 23 e tirei uma licenciatura já aos 40 anos, por isso, nunca me acomodei. E gosto de praticar desporto, sempre pratiquei. Sempre fiz ginásio, mas acabei por descobrir a corrida algum tempo antes de ficar doente”, referiu. Foi antes de participar na Estafeta de Amizade, em 2017, que descobriu ter cancro da mama.

Com casos semelhantes na família, nomeadamente o da sua mãe (que celebrou há dias 81 anos), Rosa Maria Almeida sempre fez exames de rotina. “Foi sempre algo que esteve presente na minha vida e fiz todos os exames de rotina que deveria fazer. Em 2016, detetei um nódulo e estivemos a ver se era algo grave, mas deu benigno. Sosseguei, fiquei aliviadíssima. Mas claro que tive a indicação médica de fazer exames com mais regularidade. Passado cerca de um ano, voltei a fazer e nessa altura já não deu benigno. A partir daí, foi iniciar a luta!”, salientou. A vimaranense recorda essa consulta como um momento “mau”, mas que o sentimento de esperança depressa invadiu o seu espírito. “Como já tinha os meus filhos adultos, e ambicionava ser avó, pensava se me iria dar tempo para poder ser avó. Nessa altura, foi isso que pensei. Pensei que podia morrer e não conseguir ver os meus netos, os meus filhos casarem. Mas foi só momentâneo”, explicou.

Fez quimioterapia, radioterapia e a operação. Atualmente, ainda faz hormonoterapia. Mas como se arranja forças para enfrentrar uma batalha desta dimensão? “Digo sempre isto de forma a incentivar quem está a iniciar o processo: o cancro não é uma sentença de morte! Claro que há tipos de cancro mais agressivos, o nosso corpo reage de maneira diferente. Desde que iniciei a quimioterapia, achei que para mim era muito bom continuar a trabalhar. E felizmente, a empresa onde trabalho permitiu-me fazer isso. A nível de desporto, houve um período em que não conseguia fazer muito, fazia apenas caminhadas”, disse. Rosa Maria Almeida pensou em desistir, mas os maus pensamentos eram sempre momentâneos. “A família é extremamente importante. Sei de muitos casos que não têm o apoio da família, mas acho que sem isso é muito difícil. A família e os amigos são muito importantes. Aqueles dias em que não nos apetece sair de casa, ter um amigo a convidar para ir beber um café ou lanchar é muito importante. Ou o marido ver que estou mais em baixo e levar-me a fazer uma caminhada ao pé do mar é fundamental. É importante rodearmo-nos de amor e afastar tudo o que nos faça mal”, apontou.

Rosa Maria Almeida foi um dos rostos do projeto “Mulheres + Ativas”, para incentivar mulheres que passam pela mesma batalha a nunca desistir. Ao Mais Guimarães, a vimaranense deixou uma mensagem de esperança: “Sempre encarei a vida de forma a procurar a felicidade. Mas não tenho dúvidas de que a doença me fez pensar que estamos cá pouco tempo, que temos mesmo de viver o melhor possível”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?