fbpx

UNIVERSIDADE DO MINHO É SEGUNDA MELHOR DA EUROPA

As cidades croatas de Zagreb e Rijka receberam, entre 12 e 25 de julho passado, a terceira edição dos Jogos Europeus Universitários. A participação portuguesa esteve em grande nível, especialmente os atletas da Universidade do Minho

A Universidade do Minho (UM) foi a universidade portuguesa mais representada nos jogos da EUSA (Associação Europeia de Desporto Universitário), fruto dos bons resultados alcançados nos campeonatos nacionais. No total, a representação portuguesa arrecadou 28 medalhas, 11 vieram para o Minho. Destas, quatro correspondem a títulos europeus por equipas: no futebol, no taekwondo por equipas e ainda os individuais, também no taekwondo, por Júlio Ferreira e Jean-Michel Fernandes.

1

No total a representação portuguesa arrecadou 28 medalhas, 11 vieram para o Minho

O taekwondo é uma das modalidades em que a academia minhota se afirma como uma potência, basta lembrar os recentes títulos europeus absolutos de Júlio Ferreira e de Rui Bragança (atleta do VSC) e o facto deste último estar entre os 16 melhores do mundo, nos Jogos Olímpicos, que se realizam este mês no Rio de Janeiro. Além das duas medalhas de ouro, o taekwondo da UM trouxe para casa cinco medalhas de bronze, entre elas a de Nuno Costa, atleta do VSC. A UM participou ainda com equipas de futsal masculino (bronze), futsal feminino, voleibol feminino, andebol masculino (bronze), basquetebol masculino, natação, karaté e judo. Na terceira edição dos Jogos Europeus Universitários os desportos abertos para competição foram o badmington, o basquetebol, o basquetebol 3×3, o vólei de praia, o brige, o xadrez, o futebol, o futsal, o golf, o andebol, o judo, o karaté, o remo, o rugby de sete, a natação, o ténis de mesa, o ténis, a escalada, o voleibol, o polo-aquático e o taekwondo.

“A prestação da UM garante-lhe o segundo lugar no Ranking do Desporto Universitário Europeu, entre cerca de 400 universidades”, afirma Fernando Parente, diretor desportivo da UM, em jeito de balanço.

Nestes jogos, em que estiveram presentes cinco mil atletas, a única universidade que superou a prestação dos atletas minhotos foi a Universidade de Zagreb, que jogava em casa.

2

A próxima edição dos Jogos Europeus Universitários, em 2018, realiza-se em Coimbra. Esse será um grande momento para o desporto universitário nacional, não só pela organização, mas também pela oportunidade de realizar ainda melhores resultados. Quem organiza os jogos é apurado diretamente, o que quer dizer que, nas modalidades em que a Universidade de Coimbra não for campeã nacional vamos ter duas representações, aumentando a possibilidade de medalhas. Fernando Parente aponta o exemplo da Universidade de Zagreb, que se apresentou a estes jogos com equipas em mais de 20 modalidades”. Para o diretor desportivo da UM, “o desporto universitário português, a nível internacional, tem uma posição de destaque e os resultados têm vindo a melhorar”.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

SUBSCRIÇÃO GRÁTIS

RECEBA O JORNAL MAIS GUIMARÃES

NO SEU EMAIL

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?