AS MASSAS…COM IMAGINAÇÃO

por Mário Moreira

Nenhum alimento consegue competir com as massas alimenticias quanto à versatilidade, à rápidez, à adesão, ao baixo custo e à facilidade na preparação de uma refeição.

É na escolha que reside o saber “escolher as companhias”, isto é; os condimentos e os acompanhamentos. As massas estão associadas à confeção de sopas, saladas, peixes, carnes, mariscos, aves, vegeterianos e até sobremesas.

É um alimento perfeito pelo valor nutritivo e dos hidratos de carbono de combustão lenta, que sacia facilmente a fome.

Algumas variedades de massa são utilizadas para dar mais espessura às sopas, algumas delas enriquecidas com vegetais ou peixe quebram a monotonia de uma dieta quase sempre à base de arroz ou feijão, consumida pela população mais pobre. São feitas a partir das colheitas de cada região; farinha de arroz, farinha de soja e farinha de batata, cozinhadas de modo diferente.

Quando comprar massas prefira de boa qualidade. Se tiver a sorte de residir próximo de uma loja, com especialidades italianas, as massas frescas e recheadas são normalmente de muito boa qualidade.

Na Praça da Oliveira, na “1ª versão da Pavico”, há uns vinte anos, aí trabalhei na direção e execução de um excelente serviço que prestávamos. Tinha ao meu cuidado,  um equipamento de modelar massas, onde produzíamos, confecionávamos e vendíamos o produto final ao balcão, ou os guardavamos em fracos, às cores, em diversos formatos e tamanhos, tendo  enorme impacto pela novidade. Muito bom.

Não há regras rígidas quanto à variedade de massa a utilizar para determinado molho; é uma questão de gosto. Porém, há algumas indicações que devemos ter em conta; as massa finas combinam bem com molhos de peixe e marisco; as massa mais largas combinam com os molhos mais cremosos e a massa pequena tubolar como o macarrão combina bem com molhos mais rústicos de carne.

A maior parte das massas frescas fazem-se a partir de 150gr de farinha de trigo, 2 ovos e uma pitada de sal e o resultado é um sem fim de variadíssimas criatividades.

                           

           ESPARGUETE COM MOLHO PESTO VIEIRAS SALTEADAS E MANJERICÃO

Ingredientes, preparação e confeção para quatro pessoas 

Boas práticas para a cozedura: 1l de água, 100gr de massa e 10gr de sal grosso. Aqui reside 50% do sucesso do prato.

Colocar a massa quando a água ferver e deixar até ficar aldente… os outros 50%.

Faço o pesto com uma colher de sopa de azeite, 50gr de pinhões, dois dentes de alho, uma colher de sopa de queijo parmesão, folhinhas de manjericão e tempero de sal e pimenta qb. Cozo 400gr de esparguete e envolvo no molho. Limpo 16 vieiras e levo-as a saltear em azeite, pimenta rosa, cubinhos de gengibre e alhos esmagados. Decoro com azeitonas e folhinhas de manjericão.

Bom apetite! Um abraço gastronómico.

 

 

 

Bom apetite! Um abraço gastronómico.

Foto: DR

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?