“AS TORTAS DE GUIMARÃES”

por Mário Moreira

“As Tortas de Guimarães”

Nomeada a uma das sete maravilhas – doce! São um património da cidade e do país

“As Tortas de Guimarães”, o Toucinho do Céu, são pergaminhos identitários da gastronomia Vimaranense, herança de um riquíssimo receituário da “Doçaria Conventual Portuguesa”.  Ambos da responsabilidade das irmãs clarissas do Convento de Santa Clara, constituem gulosas sobemesas, uma delas, adorei fazer, e,… a comer.

Há em Portugal diversos tipos de Toucinho do Céu, mas as Tortas são um doce único no país. As suas particulares caracteristicas; formato em meia lua, recheio, cor, crocância, tornam a experiência desta iguaria num manjar único, no vastíssimo rol de doçaria portuguesa por excelência.

Este doce Vimaranense deveria ser distinguido dos seus congéneres e protegido à àrea onde se tornou conhecido – Guimarães. Na realidade, “as tortas” estão circunscritas a Guimarães, como tal o processo de certificação deste produto singular devia ter em mãos as entendidades municipais e partes envolvidas de modo à sua proteção.

A Indicação Geográfica Protegida – IGP, tem todos os ingredientes e a razão de ser.

Esta certificação oficial é regulamentada e atribuida pela União Europeia a produtos de gastronomia tradicionais produzidos na região. Esta classificação garante que os produtos são produzidos na região que os tornaram conhecidos, cujas caracteristicas de qualidade e modos de confeção estejam de acordo com as tradições que o notabilizaram. Esta certificação viria a garantir a “autencidade do produto”, proteger a região e a aumentar as vendas.

As “Tortas de Guimarães” têm uma relação umbilical com a região e o seu povo, tem na sua reputação um fabrico que continua a utilizar “o saber fazer” seguindo a tradição histórica transmitida de geração em geração.

“As Tortas de Guimarães” são um símbolo importante da cidade e um património do país, que não se pode perder, nem envolver em disputas de “segredos”, atitude que prejudica a cidade, a região e o país.

“As Tortas de Guimarães” vivem um excelente momento, é necessário partilhar a ajuda para construir esta importante certificação. A ajuda deve fazer parte de um nobre ato civico de todos quantos amam a sua cidade.

“As Tortas de Guimarães”

Amassa-se a farinha com água, sal, coloca-se numa superficie dura, trabalha-se a massa e faz-se um rolo que se unta com banha, fica a levedar 2 horas. Cortar, estender com o rolo da massa, pequenos pedaços, entender, voltar a formar em rolo, descansar…cortar em fatias, esticar e rechear com o creme de ovos, amendoas, açúcar, canela, raspa de cidrão (cruzamento de citrinos). Fritar as tortas, polvilhar com açúcar e canela. O trabalho técnico é bem mais complexo.

Bom apetite.

Um abraço gastronómico.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?