Boas Festas – Viver o Natal

por Mário Moreira

O  Natal está à porta. Seguramente o mais impessoal e mais “frio” de sempre. A “virtualidade” do momento não lhe presta a conferir os afetos, a confraternização, a partilha, a alegria do reboliço inquieto e aceso das crianças que o torna em momento único e lhe dá o brilho inagualável, de outros tempos.

Vivemos um tempo dificil, muito curto e apertado, para estarmos com quem amamamos de forma descontraida, aberta, prontos a dar e receber, neste ciclo de vida cada vez mais condicionado, mas sempre de enorme protesto e insatisfação.

Num tempo que nos faz lembrar a paz, cada vez mais necessária num mundo em que a desavença de uns arrasta tantos outros, as forças do império esmagam o que de mais rico há na humanidade. Vivemos a credibilidade perdida, acentuam-se os tiques de violência, o egoísmo, a luta por interesses instalados na defesa da sua condição em detrimento dos esquecidos de sempre.

Nesta ação de troca, os temperos desta época são o melhor remédio, os sabores e aromas que nos deleitam para os sentidos num arrebatamento para o corpo e para a sua razão, fazem-nos lembrar tempos de infância. Um dos segredos para desfrutar do momento é planificar de forma descontraida as compras evitando agitanção, nervosismo, stress, ajuntamentos inesperados.

Deixo duas sugestões diferentes:

“Doce de chila com amêndoa no forno”

Untar uma forma de ir ao forno com manteiga e farinha qb. Juntar 250gr de amêndoas grosseiramente trituradas com 10 gemas batidas, 500gr de chila, envolver bem. Bater 5 claras em castelo com uma colher de sopa de açúcar e envolver na preparação anterior. Verter na forma e leve ao forno a uma temperatura de 180º durante 30 minutos.

“Castanhas de Ovos da Avózinha”

Colocar um tacho ao lume com 1,5dl de água com 250gr de açúcar até ficar ponto bola. Retirar e deixar arrefecer. Adicionar 18 gemas de ovos desfeitas e mexer na calda de açúcar. Levar de novo ao lume sem daixar de mexer até que a masse se descole do tacho. Trasnsferir este creme para uma travessa e deixar de um dia para o outro para que endureça.

Efetuar bolinhas com a ajuda de farinha, espetar delicadamente num espeto para passar as castanhas em gema de ovo. Depois de efetuar esta operação, com as costas de um grafo primir um pouco. Alourar cada uma numa chapa ou se tiver um maçarico, cororar um pouco, ou então levar ao forno em tabuleiro até tostar. Colocar em forminhas de papel, polvilhar com açúcar em pó e servir.

Bom apetite!

Um abraço gastronómico.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?