INFELIZMENTE, POR CÁ, O CRIME AINDA COMPENSA!

por Mário Moreira

História do “padrinho”do bacalhau em New Bedford

Carlos R…natural dos Açores, emigrou para os Estados Unidos da América, como tantos outros concidadãos portugueses em busca do eldorado. Aos 15 anos começou a efetuar os primeros trabalhos na área do peixe. Quando já tinha poupado dinheiro suficiente estabeleceu-se por conta própria como pescador. Mais tarde veio a tornar-se dono capitalista de uma das mais importantes empresas de pesca, em New Bedford, Massachusetts, com uma frota de 30 barcos.

Como chegou até aqui não se sabe muito bem o seu percurso.

Ao longo deste trajeto foi muito avesso com o fisco, contornando-o sempre que podia.

Como a verdade é como azeite em água, um dia, no tribunal de Boston, foi condenado a 46 meses de prisão e a pagar uma multa de três milhões de dólares, por ter violado as qutas de pesca no incumprimento ao exceder o tamanho e número de peixes pescados ao longo de alguns anos, designadamente, na pesca do bacalhau, arinca (peixe fresco e seco muito saboroso ) e linguado, por falsificar contas para evitar pagar impostos ao governo americano.

Carlos R…quando sair da prisão daqui a 26 meses está proibido de exercer a profissão de pescador… Em 2020 a firma de “Carlos Seafood” poderá ser vendida para pagar a  multa.

As licenças de pesca de 13 barcos apreendidos estão avaliados em 27 milhões de dólares. Porém, a esposa de Carlos R…e seus acionistas, tiveram o direito de ficar com 17 barcos para outra pescaria.

Esta cidade acolhedora de New Bedford, há longos anos que recebe imigrantes. Em 1900 já por ali havia uma comunidade de portugueses. Atualmente tem 95 mil habitantes dos quais 34 mil são portugueses. A esmagadora maioria dos portugueses  chegaram da Madeira e Açores.

O ambiente é de proximidade e muito propício…Desde 1914 que ali se realiza uma festa anual de portugueses no mês de Agosto, com participações superiores a 100 mil pessoas.

Para quando em Portugal o combate a este tipo de colarinhos de padrinhos e afilhados? O país agradece, ganhamos todos!

Bacalhau com todos”

Tomam-se 6 postas de bacalhau demolhado e cozem-se em água temperada de sal, folha de louro, pimenta e azeite. Num tacho, cozem-se as batatas, as cenouras, as couves e os ovos lavados. A água da cozedura pode ser utilizada para uma sopa. Numa panela coze-se o grão demolhado de véspera em água temperada de sal, fio de azeite e folha de louro. Coa-se e reserva-se. Retiram-se os ovos e descascam-se. Num prato de serviço, dispoem-se as batatas, as couves, as cenouras, o grão, o bacalhau. Decora-se com os ovos em gomos e rega-se com molho vnagreta.

Bom apetite.

Um abraço gastronómico.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?