O peso dos hábitos

por Mário Moreira

No texto anterior, falavamos, da importância da educação alimentar no seio familiar e nas escolas.

Quando nos sabemos alimentar com simplicidade , elegância e bom senso, a alimentação não é um problema. Os excessos pontuais, da mesma forma que os erros isolados, não têm grande significado.

Muito mais a temer são os maus hábitos, que inconscientemente, no dia a dia, pouco e pouco, viciam-nos e encorajam-nos, ao longo dos anos, ou mesmo de algumas de dezanas de anos a cometer os mesmos más opções de alimentação saudável. A adaptação a maus mecanismos que mais tarde  teremos de pagar e encostar o chassis às boxes, substituindo peças, umas atrás das outras.

As consequências de uma alimentação desregrada tem piores efeitos que qualquer pandemia.

Se combate contra a fome para garantir a quantidade dos alimentos a todos os cidadãos do planeta, também é verdade que a ausência do conhecimento do ter e do saber escolher os alimentos necessários à nossa existência com qualidade de vida, são imprescíndiveis ao desenvolvimento equlibrado e saudável.

Desde os tenros anos de vida que às crianças é indispensáveis uma alimentação saudável e correta sob pena de erros consecutivos cometidos serem irreversíveis a atrasos cognitivos. A alimentação de uma crinaça determina em grande parte do seu futuro como adulto.

Os princípios elementares que deveriam orientar a nossa alimentação seriam; o realismo, o equilíbrio e a diversidade.

A tendência que se revela na maiopr parte dos paises em desenvolvimento onde as doenças de civilização se tornaram cada vez mais preocupantes, têm consequências mais devastadores que qualquer vírus.

“Grão com legumes e ovos escalfados”

Descascar 1 cebola, 2 dentes de alho, 1 cenoura. Picar a cebola, os alhos e cortar em rodelas a cenoura. Levar ao lume um tacho com azeite, adicionar a cebola, os alhos e as rodelas de cenoura, deixar confecionar até que fiquem macios. Adicionar ¼ de brócolo em pequenas hastes, 3 tomates em cubinhos, 1 curgete em meias luas e deixar ferver mais 15 minutos. Adicionar 500gr de gão cozido, o tomilho, sal e pimenta a gosto.

Levar ao lume um tacho com água a ferver, adicionar 1 colher de chá de azeite, 1 colher de chá de vinagre e juntar os ovos um a um, durante uns 5 4 minutos. Os ovos devem ficar cremosos por dentro.

Bom apetite!

Um abraço gastronómico.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?