O VERÃO É UM VERDADEIRO HINO À VIDA

por Mário Moreira

 

Sardinha “assada” na brasa, pitéu nacional

A sardinha assada na brasa é um prato tradicional da nossa cozinha e uma das sete maravilhas da gastronomia Portuguesa.

Lembro-me, como uma sardinha e um naco de pão fazia “maravilhas”…ao saciar o estômago e o molho que caía pelas mãos dava para besuntar mais um naco e matar a fome, num tempo que se andava descalço, que não havia água potável, nem esgotos, nem eletricidade, nem nada…parece que estou a falar da idade média, mas não, foi só há uns 50 anos.

Hoje, é considerada um verdadeiro pitéu a que não ficamos indiferentes.

Pelo “S. João a sardinha pinga no pão” o que significa que está gorda, boa para comer.

A sardinha deseja-se brinlhante e com muita escama, condição excelente para a grelha.

Diz-se “assada” mas o seu nome correto é sardinha na grelha ou na brasa.

Só os Irlandeses e os Japoneses consomem mais sardinhas que os portugueses.

Os 4 meses sem “R” tornam-se no periodo de melhor qualidade; Maio, Junho, Julho e Agosto.

Há uns vinte anos no Luxemburgo quando me deram sardinhas congeladas para confecionar, confesso que fiquei surpreso… Porém,  as sardinhas  são congeladas com água do mar onde lhe é conferido todo o seu sabor e textura. O resultado final  é surpreendente.

Existem inúmeras receitas e diversas formas de confeção; assadas, grelhadas, no forno, de escabeche, em “costeletas”/espalmadas, em filetes, conservas, albardadas…

É obrigatório acompanhar este inesquecível pitéu com uma salada de pimentos assados, cebola às rodelas e batata cozida com ou sem casca e bem regada com azeite .

Covém referir que nos últimos anos o seu preço inflacionou.  À sua escassez as grandes superfícies açambarcam e armazenam parte substâncial e ganham cabazes de guito.  A UE impõe quotas e para o ano haverá muito menos sardinha. Os valores irão disparar, seguramente, para valores provocatórios…

Há quem diga que o tamanho pouco importa, mas o tamanho da sardinha pesa na qualidade, quanto maior, pior é a sua qualidade!

 Sardinhas na brasa cebolada de pimentos e batata com casca assada no forno ao sal

Com sal grosso  grelhar de ambos os lados. Assar os pimentos até ficarem tostados, fechar num saco transparente algum tempo e reabrir debaixo de água. A superfície queimada vai cair. Esta ténica impede que se coma a casca, que cria mau estar,e é fácilmete digerivel. Ficam uma delícia. Adicionar aos pimentos rodelas de cebola, temperar com alho picado, folhinhas de oregãos, pimenta, sal grosso, azeite e vinagre. Cozer batata com casca ou então levar ao forno  em tabuleiro com sal. Maravilha!

 

Bom apetite. Um abraço gastronómico

Foto: DR

     

  

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?