Que sabor a cereja… e a minha boca à tua espera!

por Mário Moreira

Quarentena à Mesa

Com a abertura gradual da clausura, a cereja gorda e sumarenta, tem um enorme encanto e beleza, tráz consigo a festa, a alegria, o consolo pela vida, o desafio mais romântico… Quanto mais se saboreiam, mais se gosta.

O ser humano insiste ser o centro de tudo que acontece. Perde quase tudo num degradante e imenso espetáculo que se desenvolve de forma devastador à nossa volta.

Nunca se falou tanto nas influências climáticas, no respeito pela natureza, no permanente e sério investimento no Serviço Nacional de Saúde.  O desrespeito por estes importantes pilares são a mola cruel e desvastadora da geografia humana, sobretudo os mais pobres.

No começo do calor a cereja mete-se nas nossas vidas e confunde-se na idade madura do estio para casar no pino do verão.

Lonje vão os tempos que nas grandes cidades os pregões faziam parte da sonoridade do dia a dia, as cerejas, transportadas em cestos de vendedores âmbulantes, anunciavam a chegada, num indiscritível ritual, até se contavam os ecos…Vivemos tempos muito diferentes. Até a cereja tem medo em descer à cidade.

A cereja presta-se a múltiplas combinações num receituário que lhes confere um nobre tributo. São incontáveis os eventos que se realizam pelo país numa homenagem merecida à sua promoção quer no acompanhamento de pratos ou em forma de sobremesas; mousse de cereja, gelado de cereja, puré de cereja, licor de cereja…

A flor de cerejeira é símbolo de pureza, beleza e renovação, usada para amuletos ou enfeitar casamentos.

Em estilo vanguardista e inovador, com os caroços das cerejas,  fazem-se almofadas com poder terapêutico para aliviar o stress, ansiedade, cólicas, insónias ou dores musculares…

“Enformado de Cerejas

Lavar e descascar; 1 cenoura, 1 pepino, ½ aipo, ½ brócolo, 1 courgete. Efetuar lâminas no comprimento de 4 cm de espessura. Cortar as lâminas ao meio e efetuar os palitos com 4 cm de lado, em palitos. Efetuar uma cruz nos caules do brócolo e passar em água fervente durante 3 minutos. Numa taça fazer o molho; 1 dente de alho, 1 colher de sopa de azeite, 1 colher de sopa de folhinhas de coentros, 1 colher de sopa de requeijão. Temperar com sal e pimenta a gosto. Passar tudo a puré grosseiramente.

Bom apetite!

Um abraço gastronómico.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?