VINHO A COPO

por Mário Moreira

Toda a garrafa de vinho… vazia, está repleta de boas histórias

“É no vinho que encontro a serenidade que a euforia teima em toldar e a energia que a rotina insiste em roubar”

Beber vinho a copo é uma tendência em crescimento em Portugal, que se aplaude.

Esta tendência tem múltiplas vantagens; para os apreciadores, para curiosos em fase de descoberta, para quem o comercializa, para os produtores, para quem deseja beber únicamente um copo no restauarante e até para aqueles que encontram no seu prelúdio…uma bela e serena forma de se despirem dos problemas da vida.

Beber vinho a copo multiplica a oportunidade de provar uma panóplia de castas e sabores de vinhos nacionais tão especiais quanto diversos pelo que merecem uma explorada e atenta descoberta sempre que as circunstâncias se proporcionem.

Beber vinho a copo permite descobrir estilos e aromas inconfundíveis que de outra forma não seria possível. Lembro, há poucos anos quem quisesse beber um copo com alguma qualidade, comprava uma garrafa e deixava o seu nome impresso no rótulo, para quando voltasse.

Hoje, felizmente, em Portugal, são incontáveis os restaurantes que servem vinho a copo. Muitos deles têm uma elaborada carta de vinhos a copo, por regiões. É o mesmo que dizer, numa só ocasião, é possível viajar num mundo de sabores e aromas nunca antes tão versáteis.

O vinho português está na “moda”. Beber vinho português é sentir num dos melhores nectares, um pedaço de céu na terra.

Beber um copo vinho à refeição faz parte, como o faz, na “Roda dos Alimentos” criada em Portugal em 1977, um dos variadíssimos elementos que constituem a“Dieta Mediterrânica”, das mais saudáveis do planeta.

Beber vinho a copo, sozinho ou com amigos, a sós ou a acompanhar uma refeição, permite descobrir vinhos de qualidade a um valor acessível.

Beber vinho a copo ajuda a aprofundar o conhecimento e a cultura do vinho, contribuindo deste modo, na oportunidade e facilidade de experiências variadas.

É muito importante saber beber à temperatura recomendada. Não raras vezes se serve vinho “quente” quanto devia estar entre 16º e 18ª  um tinto, um branco entre 9º e 11º e um espumante entre 6º e 8º.

Desfrute sem pressa, como em tudo na vida… Este é um verdadeiro desafio às papilas gustativas, descobrir no vinho, os aromas que cheiramos, comemos e bebemos.

Fim de tarde…   Copo branco a acompanhar um prego no pão

Para quem não tem brasas…Numa frigideira ao lume com pouco azeite, 1 dente de alho esmagado, uma folha de louro, grelhar um bife do lombo com 150gr, temperado de sal grosso e pimenta moída. Fatiar o pão ao meio, molhar no molho do bife e guarnecer com folhinhas de rúcula.

Bom apetite.

Um abraço gastronómico.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?