CARTA GASTRONÓMICA DE GUIMARÃES

por Mário Moreira

Este importante guia gastronómico Vimaranense, começou a ser confecionado por ocasião do XVI Congresso de Gastronomia do Minho, realizado em Abril de 2005, na Pousada Santa Marinha da Costa, onde tive a honra de estar presente. Neste evento foi prestada homenagem ao ilustre Vimaranense Alfredo Pimenta.

Nos seus cinco grandes objetivos residem a promoção, divulgação e valorização das tradições gastronómicas do concelho, contribuindo, deste modo, para um registo de memória coletiva, onde a cozinha tradicional e familiar, dá relevo aos produtos locais  de qualidade, numa ação entre o mundo rural e o mundo global.

Na Carta Gastronómica de Guimarâes, estou presente de alma e coração, (pág47/48) com receituário próprio, onde as matérias primas locais são a prioridade, na mudança de mentalidades, no reaparecimento de ingredientes e ervas aromáticas que até então não entravam na confeção, surgiu uma criteriosa seleção de 18 restaurantes,  em todo o concelho.

A Câmara Municipal de Guimarães teve um papel de destaque e o mérito da iniciativa e a Confraria dos Gastrónomos do Minho, o brilho pela recolha e resgate de memórias de interesse e significado gastronómico, na defesa e sua preservação e promoção como um dos nossos ex libris na cidade Património Cultural da Humanidade.

Dos 18 restaurantes selecionados, apenas 9 se encontram no seu pleno. Sendo certo que desde então a cidade apresentou avanços e retrocessos com  novas unidades e múltiplas ofertas, também é certo que esta realidade não sendo sinónimo de qualidade e de tradição, apresenta lacunas quer ao nível da qualificação dos espaços quer ao nível do atendimendo, num desinvestimento, aliado ao fim das “Quinzenas Gastronómicas” realizadas em Novembro de cada ano, em nada contribui para elevar este importante pilar de desenvolvimento económico e de empregabilidade.

Desta tribuna, faço o apelo à Câmara Municipal a refazer a Carta Gastronómica, voltar aos eventos, valorizando deste modo, os restautrantes que se destacam, como aos seus mais dedicados profissionais. Não podemos de nenhum modo desperdiçar uma das mais importantes marcas identitárias da cidade berço. Não sendo um vimaranense de gema sou um dos seus mais fieis defensores.

   Folhado de Caça

Cozer em água temperada o pato, coelho, frango, javali e perdiz. Cozer batatinhas novas e saltear com as castanhas, em azeite alercrim e tomilho. Num puxado forte com 5 cebolas picadas, adicionar um quarto de espumante tinto e deixar reduzir. Adicionar 1 alho francês, os cogumelos e as carnes limpas e limpas. Temperar de sal e pimenta qb. Reservar, deixar solidificar e envolver na massa folhada. Levar ao forno. Esta receita faz parte do guia gastronómico Vimaranense.

Bom apetite. Um abraço gastronómico!

 

Foto: DR

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?