O VERÃO É UM VERDADEIRO HINO À VIDA

por Mário Moreira

          

O sábio, o sovina, o gastador, o prudente e o louco

A salada é um prato que deve ser cuidadosamente temperada, mexida e remexida.  Para que a salada seja a delícia que todos esperam ao chegar à mesa, nunca pode ter a semelhança de “desordem ou mixórdia”, como por vezes lhe querem dar.

Apreciamos as saladas frescas, aromáticas, coloridas, leves, ideais para todo o tipo de regime, forte o bastante, para se constituir, numa boa refeição. Em qualquer lugar se come salada, crua, cozida ou salteada, com ou sem temperos, na abertura ou encerramento da refeição, verde, ou de legumes, mista ou composta, tenra ou não.

Há um dito popular que ensina a fórmula da boa salada: “É necessário um sábio para colocar o sal, um sovina para deitar a pimenta, um gastador para derramar o azeite, um prudente para colocar o vinagre ou limão, mas é preciso especialmente um louco  para a misturar”.

O que caracteriza a salada é o seu tempero. A sua variedade e riqueza, facilita a confeção. O seu sucesso reside em ingredientes frescos, bem lavados, fazer a preparação pouco antes de ir à mesa e evitar a sua conservação por vários dias, mesmo em lugar fresco, o seu valor nutritivo vai à “vida”.

Em conformidade com a região e a estação do ano, a imaginação e o capricho de quem a prepara, o tempero pode ser apenas aromático como o manjericão ou de paladar forte, como o queijo, o vinagre, o alho, o limão a mostarda e muitas outras variedades. Há um ingrediente que se torna indispensável, o sal. Saber usar e utilizar o sal é prova de equilibrio e de sabedoria como em tudo na vida.

Durante longo tempo, como uso quase universal, entre outras preciosidades a noiva esperava receber para levar à sua nova casa, uma saladeira que conservaria durante toda a vida…

Portugal tem um dos mais belos e importantes patrimónios de loiças e cerâmicas da Europa, há que resgatar dos baús, tais relíquias, as saladas assim o merecem e agradecem…

  Salada de avelãs, tâmaras, maçã, chicórias italianas e molho de iogurte

Numa frigideira torre 100gr de avelãs em lume brando, mexendo até libertar o seu aroma. Para o molho; 150 gr de iogurte natural, 4 colheres de sopa de maionese, 1 colher de sumo de limão, 1 colher de chá de açúcar, sal e pimenta. Envolver: 2 maças picadas no molho, 150gr de tâmaras descaroçadas e grosseiramente picadas, 1 pimento vermelho pequeno, 100gr de uvas brancas sem grainha, folhinhas de chicória com os talos cortados. Montar e dispor numa travessa. Polvilhar com salsa picada e pimenta moída.

Esta salada pode servir de prato princinpal ou acompanhar um prato de aves…

Bom apetite! Um abraço gastronómico.

      

Foto: DR

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?